Atacante da Bósnia culpa arbitragem por eliminação

Dzeko teve um gol legal anulado após o bandeira assinalar um impedimento inexistente

iG Minas Gerais | Folha Press |

O atacante Edin Dzeko atribuiu a eliminação da Bósnia na Copa à atuação do árbitro neozelandês Peter O'Leary no jogo deste sábado (21) contra a Nigéria, na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT).

"Vamos para casa e estamos tristes por causa disso. Mas acho que o árbitro também deveria ir para casa, porque ele mudou o resultado. Mudou o jogo. É por isso que perdemos", disse.

Dzeko teve um gol legal anulado logo aos 20 minutos do primeiro tempo. O juiz apontou um impedimento inexistente.

Minutos depois, os jogadores bósnios reclamaram de falta no lance que deu origem ao gol da Nigéria -a partida terminou 1 a 0 para os africanos.

"Demos o nosso melhor no primeiro jogo, mas a Argentina foi melhor [no primeiro jogo da equipe, vencido pela Argentina por 2 a 1]. Hoje tínhamos que ter ganho esse jogo. Mesmo que a Nigéria tenha jogado bem, o juiz foi vergonhoso."

Já o técnico Safet Sucic evitou comentar os lances. "Me disseram no vestiário que não houve motivo para invalidar o gol, mas não quero falar sobre isso. Com relação à falta, se o juiz não apitou, não houve."

Leia tudo sobre: BósniaimpedimentoDzeko