Putin diz a França e Alemanha que aceita negociar com a Ucrânia

Pedidos semelhantes teriam sido feitos à Ucrânia; país anunciou um cessar-fogo unilateral por uma semana, mas durante houve novos combates durante a semana

iG Minas Gerais | Da redação |

O presidente russo, Vladimir Putin, recebeu neste domingo (22) telefonemas dos líderes da França, François Hollande, e da Alemanha, Angela Merkel. Os dois pediram a ele que procure negociar com a Ucrânia e controle a entrada de armas e combatentes pela fronteira com o país vizinho. Foi a segunda conversa entre os três desde quinta-feira (19).

Pedidos semelhantes teriam sido feitos à Ucrânia, cujo presidente, Petro Poroshenko, anunciou um cessar-fogo unilateral por uma semana, mas durante o final de semana houve novos combates.

Putin, por sua vez, disse aos dois líderes que apoia a decisão de Poroshenko de levar adiante um plano de paz, segundo trecho de transcrição do telefonema obtido pela agência Reuters. Pediu apenas que o cessar-fogo ucraniano seja real.

A tensão entre Rússia e Ucrânia vem desde março, quando tropas pró-russas tomaram o controle de cidades no leste da Ucrânia após a queda do presidente Vladimir Yanukovich, contrário à entrada do país na União Europeia. Ele caiu após várias semanas de protestos nas ruas, reprimidos com violência. As primeiras eleições ucranianas após a queda ocorreram em maio, em meio às tensões com o país vizinho.

Na próxima sexta (27), o presidente Poroshenko deve assinar um acordo entre a Ucrânia e a União Europeia. 

Agência Folhapress 

Leia tudo sobre: UcrâniaFrançaAlemanhanegociaçõesacordosconflitos