Preparação como hábito

iG Minas Gerais |

O hábito de buscar referências e realizar pesquisas para os papéis que interpreta é algo que Fernando Belo traz de sua experiência no teatro. Como o ritmo da TV é mais veloz, chegar no set com as características do personagem bem estabelecidas é fundamental para o ator. “O diretor grava a cena duas ou três vezes e vai pegar a melhor para levar ao ar. Ele não pode passar o dia inteiro esperando o ator fazer bem. É preciso estar pronto”, diz.

Assim que terminar os trabalhos em “Boogie Oogie”, Fernando volta para os EUA, onde está com alguns projetos engatilhados. Um deles é a adaptação para o teatro de “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, que será apresentada no United Solo Festival, em Nova York.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave