Mesmo derrotados, iranianos comemoram atuação do time

Torcedores curtem o clima de festa na região da Savassi, independentemente do resultado do jogo

iG Minas Gerais | Carlos Andrei Siquara / Thaís Pimentel |

Touya e Tedram acompanharam o jogo no Mineirão e ainda acreditam em classificação
Webrepórter Thaís Pimentel
Touya e Tedram acompanharam o jogo no Mineirão e ainda acreditam em classificação

Entre os poucos torcedores iranianos na região da Savassi, pai e filho vibraram com a atuação do time comandado pelo português Carlos Queiroz. Mesmo com a derrota por 1 a 0 para a Argentina, eles ficaram felizes com o desempenho dos conterrâneos e exibiam, orgulhosos, a bandeira do país.

A torcida era por pelo menos por um empate, em 0 a 0. “Mesmo assim, foi a melhor performance do Irã na Copa. Aliás, a melhor partida que já vi do time”, diz o estudante Ashkon Ashrafiuon, de 15 anos, que veio acompanhado pelo pai, o engenheiro Hashen, 52. Juntos, eles acompanharam a equipe no jogo anterior em Curitiba (PR) e, de Belo Horizonte, partem para Salvador (BA) na torcida. Ao fim da primeira fase da Copa, eles deverão voltar ao Irã.

A reclamação deles, claro, sobrou para o árbitro da partida, o sérvio Milorad Mazic. Segundo os iranianos, ele não marcou um pênalti sofrido na segunda metade do jogo. “Era a nossa chance de marcar pelo menos um gol”, declarou Ashrafiuon.

Elogios a Messi. Após acompanhar a partida no Mineirão, os iranianos Touya e Tedram chegaram à Savassi para curtir o clima da festa que comanda a região. Acompanhados de um grupo de mais sete amigos iranianos, eles comemoram a atuação do time no duelo contra a Argentina. "Deu quase tudo certo, só não deu porque a Argentina tem um jogador brilhante, que é o Messi. Se não fosse por ele, o Irã tinha grandes chances de ganhar", disse Touya.

Carregando a bandeira do país e trocando comemorações com os brasileiros que não estão satisfeitos com a vitória celeste, o grupo de amigos ainda acredita na classificação quase impossível do time. "Os iranianos deixaram de jogar com emoção e agora têm um plano certo a ser seguido. Estamos muito animados", contou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave