Alunos teriam sido agredidos por seguranças da UFMG durante protesto

Assim como na partida entre Bélgica e Argélia, estudantes pretendiam estender faixa próximo à grande por onde passariam os torcedores

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Objetivo era fazer uma manifestação semelhante à feita no dia último dia 17, data da partida entre Bélgica e Argélia
Reprodução/Facebook
Objetivo era fazer uma manifestação semelhante à feita no dia último dia 17, data da partida entre Bélgica e Argélia

Dois estudantes de Ciências Sociais na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) teriam sido agredidos por seguranças da instituição no interior do campus, na tarde deste sábado (21), no momento em que tentavam caminhar até as proximidades do Mineirão para protestar para os turistas argentinos que saiam do jogo. 

Segundo o estudante Frederico Lopes, de 24 anos, eles são integrantes do movimento Okupa na Real UFMG, que está ocupando a reitoria da universidade há oito dias. "Resolvemos fazer uma manifestação, assim como a feita na partida entre Bélgica e Argélia, do lado de dentro do campus com uma faixa. O objetivo era mostrar nosso movimento para os torcedores argentinos", contou. 

Entretanto, no meio do caminho eles acabaram sendo interceptados pelos seguranças da federal. "Eles já chegaram dando um soco na boca da nossa colega. Eu estava filmando a agressão e eles me perseguiram e trancaram em um banheiro, onde fui agredido por dois deles", denuncia o universitário. 

Após a agressão, os alunos voltaram para a reitoria. "Vamos fazer um boletim de ocorrência dessa agressão, mas estamos com medo de sair do prédio. Nossos amigos já estão denunciando nas redes sociais. Fizemos até vídeo da agressão e fotos dos agressores, mas eles cortaram a internet daqui e não temos como mandar", relatou Lopes.

A assessoria da UFMG foi procurada por O TEMPO e está levantando as informações sobre o ocorrido e irá se posicionar ainda neste sábado.

Leia tudo sobre: protestoufmgalunosagredidossegurançacampusargentinoscopa do mundomanifestação