"Massa tem cometido menos erros", diz chefe da Williams

Chefe da Williams acredita que a mudança para a equipe inglesa deixou o piloto brasileiro mais confiante em si mesmo

iG Minas Gerais | FOLHA PRESS |

Massa vai defender a Williams em 2014
REPRODUÇÃO/WILLIAMS
Massa vai defender a Williams em 2014
Ex-engenheiro de Felipe Massa na Ferrari e hoje chefe dos engenheiros da Williams, Rob Smedley acredita que a mudança para a equipe inglesa no início deixou o piloto brasileiro mais confiante em si mesmo e reflexo disso, ele tem guiado melhor e conseguido melhores resultados, como a pole position para o GP da Áustria, conquistada neste sábado (21) em Spielberg. "Felipe está mais confortável com ele mesmo e com o ambiente em que está. Ele tem encarado as coisas de uma maneira mais relaxada e certamente isso tem feito com que ele cometa menos erros do que estava fazendo nos últimos anos. Claro que existe uma pressão enorme em estar numa equipe como a Ferrari, algo que não acontece num time menor como o nosso", disse Smedley, que também é amigo de Massa. "Acho que tudo que Felipe precisava era de um tempo para respirar e voltar a mostrar do que é capaz. Em nenhum momento duvidei que ele seria capaz de voltar a fazer uma pole position, senão não estaria aqui agora", completou. Tendo trabalhado ao lado de Fernando Alonso por quatro temporadas na Ferrari, Smedley afirmou que não era fácil para Massa ser comparado ao espanhol durante seu período na escuderia de Maranello. "Fernando é sem dúvida um dos melhores pilotos de todos os tempos e não é fácil tê-lo como companheiro de time, como o Kimi [Raikkonen], que também é excepcional, está descobrindo agora. Fernando produz resultados não a cada final de semana, mas a cada treino, e estar no mesmo time que ele é uma pressão tremenda". Com seus dois pilotos na primeira fila no GP da Áustria, já que o finlandês Valtteri Bottas se classificou em segundo lugar, Smedley disse que a briga da Williams neste domingo (22), a partir das 9h (de Brasília), não é com Nico Rosberg, que larga em terceiro. "Não quero parecer pessimista, mas a Mercedes tem o melhor carro e, para ser honesto, nossa disputa não é com eles no campeonato. Nossa prioridade na corrida tem que ser fazer mais pontos que as equipes com as quais estamos disputando no Mundial", afirmou o engenheiro. "A Mercedes tinha o carro mais rápido hoje, mas colocamos nossos dois carros na primeira fila. Isso é automobilismo. Mesmo que você tenha o melhor carro, tem que estar lá. A gente não tinha e conseguimos ficar na frente deles".

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave