Após incidentes, Fifa reforça segurança no entorno do Castelão

Medida visa impedir que torcedores circulem sem ingressos no entorno do estádio

iG Minas Gerais | Folha Press |

A segurança no entorno do estádio do Castelão foi reforçada para a partida deste sábado (21) entre Alemanha e Gana, às 16h, válido pela segunda rodada do Grupo G.

Depois do incidente no jogo entre Chile x Espanha, na última quarta-feira (18), quando cerca de 200 torcedores chilenos invadiram a sala de imprensa do Maracanã, a Fifa está impedindo que torcedores circulem sem ingressos no entorno do Castelão.

Nas duas outras partidas que ocorreram no estádio cearense era possível passar as barreiras montadas sem precisar mostrar os bilhetes do jogo.

A medida preventiva ocorre depois de dois problemas envolvendo a segurança no Castelão. O primeiro deles foi detectado logo no primeiro jogo entre Uruguai x Costa Rica, no último sábado (14). O número de vigias contratados pela empresa Gasa (responsável pela segurança no estádio) foi inferior ao solicitado pela Fifa. O governo cearense precisou deslocar policiais militares para completar o serviço.

No empate entre Brasil x México, na última terça-feira (17), dois torcedores mexicanos foram condenados por desacato à autoridade policial e resistência à prisão.

Eles foram orientados a se retirar do local onde estavam pois os ingressos que tinham em mãos não era destinado àquele espaço. Um deles jogou bebida no policial enquanto outro tentou agredi-lo.

A Justiça puniu a dupla a pagar o equivalente a três salários mínimos (R$ 2.172). Eles foram expulsos do país e terão que cumprir suas penas no México.

Leia tudo sobre: CastelãoincidentesFifasegurançaCopa do Mundo