Para não competir com jogo, ato lúdico irá tomar praça amanhã

Campeonato popular de futebol será no centro da capital, às 12h; grupos menores fazem protestos hoje

iG Minas Gerais | Joana Suarez |

Centro. Evento de amanhã pretende ocupar a região do viaduto Santa Tereza e da praça da Estação
DENILTON DIAS / O TEMPO
Centro. Evento de amanhã pretende ocupar a região do viaduto Santa Tereza e da praça da Estação

Em contraponto ao megaevento esportivo que o Brasil está sediando neste mês, movimentos populares de Belo Horizonte querem mostrar que “o futebol é do povo”. Para isso, vão realizar amanhã, a partir das 12h, um campeonato que chamam de “Copa do Mundo Popular”, na praça da Estação, no centro de Belo Horizonte. Diferentemente dos últimos protestos contra o Mundial, realizados em datas de jogos do Brasil e disputas no Mineirão, dessa vez os manifestantes querem evitar repressão policial e apostam em maior adesão ao evento em um dia “neutro”, quando o único torneio com a bola na capital será o deles.

Para hoje, dia de disputa entre Argentina e Irã, às 13h, no Mineirão, grupos menores e sem liderança conhecida planejam encontros, às 10h, na praça Sete e na avenida Antônio Carlos. Com cerca de cem pessoas confirmadas em cada um deles, as páginas dos eventos chamam as pessoas para as ruas. Um duelo de MCs também está marcado para ocorrer na praça Sete às 14h.

Nas proximidades do estádio, o evento “Amanhã vai ser maior, amanhã vai ser melhor”, que afirma que o ato será sem vandalismo, pretende se reunir na porta da Telha Norte. Já o evento “O Povo contra a Fifa” agenda a reunião na praça Sete e divulga diversas pautas como o direito à livre manifestação.

Estratégia. A Polícia Militar afirma que estará atenta e preparada para agir rapidamente e garantir que não ocorram atos de vandalismo. “Estamos acompanhando as informações e vamos ver a evolução do cenário. Se necessário, vamos isolar o grupo novamente. Temos condições de deslocar o efetivo para vários locais da cidade de forma rápida”, destacou o comandante do batalhão Copa, tenente-coronel Hércules Paula de Freitas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave