Em Salvador, polícia apreende 38 ingressos com cambistas estrangeiros

Um grupo de 15 pessoas, a maioria estrangeiros tentava vendê-los por preços acima dos estipulados pela Fifa no entorno do estádio

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Momentos antes do jogo entre França e Suíça, na Arena Fonte Nova, em Salvador, a polícia apreendeu 38 ingressos oficiais para o jogo desta sexta-feira (20), válido pelo Grupo E da Copa do Mundo.

Um grupo de 15 pessoas, a maioria estrangeiros, que tentava vendê-los por preços acima dos estipulados pela Fifa no entorno do estádio, foi detido pelos policiais da Delegacia de Defesa do Consumidor (Decon).

Seis alemães, três americanos, dois franceses, dois suíços e dois brasileiros faziam parte do grupo que foi flagrado durante a ação policial. Todos foram conduzidos à delegacia e depois liberados.

Segundo a assessoria de comunicação da Polícia Civil, esta foi a terceira operação de combate à ação de cambistas na região do estádio em Salvador desde o início da disputa da Copa e que a operação será mantida nos próximos jogos.

Via nota, a delegada Carla Ramos avisou que, segundo o Estatuto do Torcedor, é crime comercializar ingressos por valores acima do descrito no bilhete.

"Quem desistir de assistir aos jogos pode acessar o site da Fifa e renegociar a recompra do ingresso e a devolução do dinheiro empregado", escreveu.

No jogo Alemanha x Portugal, na última segunda (16), policiais civis apreenderam 17 ingressos, oferecidos por sete pessoas, entre as quais quatro estrangeiros, por preços acima do oficial. Alguns chegavam a cobrar R$ 1 mil pelo bilhete.

Na partida entre Holanda e Espanha, disputado na quinta (12), houve a apreensão de 33 ingressos em mãos de 12 cambistas. Quatro deles eram estrangeiros.

Leia tudo sobre: salvadorcambistasingressoscopa do mundofrançasuíçafonte novapolícia civil