Disputar a Copa no Brasil motivou Queiroz a aceitar desafio com o Irã

Treinador português rasgou elogios à festa que tem visto na celebração do Mundial no país do futebol e revelou o desejo de um dia estar à frente da comissão técnica de um clube brasileiro

iG Minas Gerais | Felipe Ribeiro |

O técnico Carlos Queiroz está feliz em ver que a Copa do Mundo está sendo jogada no país do futebol
LÉO FONTES/O TEMPO
O técnico Carlos Queiroz está feliz em ver que a Copa do Mundo está sendo jogada no país do futebol

Carlos Queiroz esteve à frente da seleção portuguesa na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, onde sua equipe foi eliminada nas oitavas de final a campeã Espanha. Com um currículo invejável, tendo passagens por Manchester United (por duas vezes foi auxiliar de Alex Ferguson) e Real Madrid, apesar uma motivação faria com que o experiente técnico aceitasse dirigir uma seleção sem tradição como a do Irã: a Copa do Mundo no Brasil.

"Quando há quatro anos recebi a proposta e tomei a decisão de comandar o Irã, eu sabia que não poderia perder a chance de estar em uma Copa no Brasil. Não estou surpreendido porque sabia que seria uma grande festa. Estamos no país do futebol, a paixão existe por todos os lados. Todos os torcedores do mundo deve estar felizes. E acho que o Brasil conseguirá manter  isso. Faço votos que continue assim", destacou Carlos Queiroz.

O treinador ainda revelou o desejo de um dia treinar uma equipe brasileira e acrescentar sua experiência no futebol. "Vontade de trabalhar aqui no Brasil sempre tive muita e pode ser que um dia isso ainda possa acontecer", disse o português

Leia tudo sobre: Carlos QueirozPortugalBrasilIrãCopa do Mundo