‘Maquiagem’ deixa turistas satisfeitos

iG Minas Gerais | Ana Paula Pedrosa |

Mesmo sem estar pronto e com as obras inacabadas escondidas por tapumes, o aeroporto de Confins agradou aos turistas. Quem chega ao terminal não relata dificuldades para desembarcar ou pegar as bagagens e diz que é fácil obter informações sobre a cidade.  

“O aeroporto é muito bom. Já fui informado sobre o ônibus que vou pegar para chegar à Savassi”, disse o suíço Felix Fryba. “Não tive nenhum problema”, concordou o colombiano Hernán Cortes.

Faltando dez dias para o início da Copa, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou a BH Airport, concessionária que vai administrar o aeroporto a partir de agosto, a fazer intervenções pontuais para melhorar o atendimento aos turistas. Incremento na sinalização e reforço nas informações aos passageiros estavam entre as 17 intervenções de emergência.

Atrasos. A operação dos aeroportos durante a Copa é considerada boa pela Secretaria de Aviação Civil (SAC). Desde o dia 12, o índice médio de atrasos nos aeroportos do país está em 6,5%, enquanto o de cancelamentos alcançou 11,22%. O índice considerado aceitável de atrasos de voos pelo padrão internacional é de até 15%. Em Confins, o índice é de 10,34% no período.

Também desde o início da Copa, foram aplicados apenas 25 autos de infração às companhias aéreas por descumprimento de direitos de passageiros pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave