Evento oferece visibilidade a artistas mineiros

iG Minas Gerais | Vinícius Lacerda |

O grafiteiro Rafael Silveira fará intervenções durante o evento
boneco / divulgação
O grafiteiro Rafael Silveira fará intervenções durante o evento

Sob a ousada proposta de reunir dezenas de artistas mineiros que têm trabalhos individuais, o Arte Solo, evento que acontece no Circuito da Praça da Liberdade, não só ressalta a importância de artistas solistas, mas acaba evidenciando o trabalho de profissionais do Estado.

É o caso, por exemplo, do escritor e diretor de cinema Helder Quiroga, que fará um pré-lançamento amanhã, às 15h, no Memorial do Vale, de seu livro “Rebento”, uma coletânea de poemas publicados pelo autor em periódicos nos últimos 15 anos. “Eu já vinha me programando para lançar o livro e fechei esse repertório de poemas em parceria com a (editora) Aletria. Aí surgiu a oportunidade de mostrar pela primeira vez a obra no evento”, conta o escritor.

Metalinguístico e imagético, o livro traz poemas que mostram, de forma romântica, o processo de criação de um poeta. No lançamento, acontecerá a leitura das obras de poemas de forma falada e cantada, com o acompanhamento do músico Vitor Santana. “Acho que é uma iniciativa muito válida e interessante que permite, de certa forma, que o artista se apresente sua nudez, sua voz mais íntima”, comenta Quiroga.

O diretor do grupo Pigmalião, que produz peças com marionete, Igor Godinho, acredita que a visibilidade gerada por um evento desta grandiosidade ajuda na divulgação do trabalho. “É um cartão de visita para o público conhecer trabalhos com os quais ainda não tiveram contato e podem gostar. Assim, formamos público, pois eles poderão ver ali e procurar depois em outro lugar”, afirma.

Na mostra, Godinho vai apresentar a peça “O Verbo”. Curto, com cerca de 10 minutos, o espetáculo retrata inquietações sobre a criação e fragilidade do homem. “A ideia da peça estava latente dentro de mim e foi amadurecendo”, diz o artista, que atua sozinho.

O responsável pelo projeto social Arte na Favela, que levará 30 telas feitas por jovens da periferia, Eli Costa, lembra que este período de realização ainda eleva o potencial do evento. “A oportunidade de visibilidade aumenta muito com essa movimento de estrangeiros que estão aqui por causa da Copa do Mundo”, diz.

Agenda

O quê. Arte Solo 2014

Quando. De hoje até domingo

Onde. Circuito Cultural da Praça da Liberdade (praça da Liberdade)

Quanto. Entrada franca

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave