Júlio César defende descanso dado pela comissão técnica

Nesta quinta-feira, apenas os reservas fizeram um treinamento na academia da Granja Comary

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Julio César manteve a fisionomia séria, quase carrancuda, mas também distribuiu alguns sorrisos
Gaspar Nóbrega/VIPCOMM
Julio César manteve a fisionomia séria, quase carrancuda, mas também distribuiu alguns sorrisos

A seleção brasileira não realiza um coletivo desde domingo. Mesmo assim, o goleiro Júlio César defendeu nesta quinta (19) a estratégia da comissão técnica de poupar os jogadores.

Nesta tarde, os reservas não foram ao gramado da Granja Comary e ficaram na academia do centro de treinamento da CBF.

Na segunda (23), o time nacional decide a vaga para o mata-mata da Copa do Mundo contra Camarões, em Brasília.

"O último jogo foi fisicamente muito pegado. O descanso é necessário numa competição curta. A comissão técnica tem conhecimento de sobra para passar o melhor para o grupo. Eles sabem o que fazem", afirmou o goleiro, que aproveitou na quarta-feira a folga dada pela comissão técnica.

Na terça (17), a seleção empatou com o México, por 0 a 0, em Fortaleza, e deixou escapar a classificação antecipada.

Na segunda, o time pode até perder em Brasília para passar para a outra fase. No mesmo dia, a Croácia enfrentará o México.

"O nosso objetivo é passar em primeiro lugar. Pensamos sempre assim. A liderança vai nos dar mais confiança", disse Júlio César.

A seleção lidera o grupo A, com quatro pontos. O México está em segundo, com o mesmo número de pontos. Já a Croácia está em terceiro, com três. Eliminado, Camarões ainda não pontuou.

"Sabíamos que não seria um grupo fácil. Foi ótimo para sentir a dificuldade da Copa e entrar no clima", acrescentou.

Leia tudo sobre: Julio CesarCopa do MundogoleirofolgadescansoBrasilseleção brasileira