Técnico da Suíça elogia França, que aponta helvéticos como favoritos

Em meio ao respeito mútuo, Hitzfeld diz que sua equipe precisará de muito empenho para derrotar o líder do grupo E

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

Equipe suíça está atenta quanto ao poderio do ataque francês, que marcou três gols na estreia da Copa
ALEX DE JESUS/OTEMPO
Equipe suíça está atenta quanto ao poderio do ataque francês, que marcou três gols na estreia da Copa

Salvador (BA). Antes da partida desta sexta-feira entre Suíça e França, uma troca de gentilezas marcou o clima do confronto válido pela segunda rodada do grupo E da Copa do Mundo. Enquanto o treinador da seleção suíça, Ottmar Hitzfeld, considera a equipe francesa como favorita, o comandante dos Blues, Didier Deschamps, vê o time helvético como o dono deste status.

Mas afinal de contas, quem está com a razão? Questionado sobre isso, na entrevista coletiva desta quinta-feira, Hitzfeld sorriu, se esquivou da pergunta e preferiu dar ênfase à esportividade.

“Eu acho que ambos os treinadores têm muito respeito pela seleção oponente. Nós merecemos esse respeito. A França teve dificuldades de classificação (nas eliminatórias europeias), mas melhoraram muito depois disso. Nos amistosos, venceram a Holanda por 2 a 0, e a Jamaica por 8 a 0. Isso mostra o ataque que têm. Sabemos o que virá pela frente”, comentou.

O treinador da Suíça exaltou ainda um clima de ‘rivalidade’ existente entre as duas nações, em termos de futebol.

“Acho que a França joga muito bem contra nós e também jogamos bem contra eles. São países vizinhos. Há essa ambição de um prevalecer sobre o outro. Queremos jogar bem contra a França, por assim dizer. Vamos ter que ir além dos nossos limites para sermos um oponente forte”, disse.

Suíça e França se enfrentam nesta sexta-feira, às 16h, na Arena Fonte Nova, pela segunda rodada do grupo E.

Leia tudo sobre: SuiçaFrançaHitzfeld