'Espero que seja a Copa da Itália, e não de Balotelli', diz atacante

Atacante garante não se sentir pressionado e afirma que prefere o título mundial a ser considerado craque da Copa

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

undefined

Em sua primeira coletiva desde o início da Copa, o atacante italiano Mario Balotelli buscou se afastar do papel de protagonista e disse que a prioridade é a equipe. "Espero que seja a Copa da Itália, e não do Mario Balotelli", disse o jogador do Milan, eleito o melhor em campo pela Fifa na vitória por 2 a 1 sobre a Inglaterra, quando desempatou de cabeça. "Não estou interessado em estar ao lado dos grandes craques, quero ganhar a Copa." O jogador de 23 anos disse que "não me sinto pressionado pessoalmente" e se recusou a comentar o esquema tático do técnico Cesare Prandellli, em que joga isolado no ataque. "Basta jogar, é isso que quero", disse, em entrevista coletiva na Arena Pernambuco, logo após o último treino antes do jogo contra a Costa Rica, marcado para esta sexta-feira (20), às 13h. Questionado sobre as chances de vencer o Bola de Ouro como melhor jogador do mundo, novamente foi cauteloso: "É o sonho de todos, mas agora não interessa." Ao seu lado, Prandelli também buscou tirar uma maior responsabilidade de Balotelli: "O importante é que ele esteja focado, trabalhando na intensidade do jogo. Se puder 90 minutos, ótimo, Senão, outro jogador entrará. Temos de pensar em dar 100%." ESCALAÇÃO O técnico não quis revelar detalhes da escalação para esta sexta-feira. Disse que o goleiro e capitão, Buffon, se recupera bem da torção no tornozelo que o tirou da estreia, mas que a sua volta ainda depende de mais avaliações. Ele admitiu que o zagueiro Barzagli é outra dúvida por causa de desgaste físico, mas afirmou que ele treinou bem nesta quinta-feira (19), durante reconhecimento de campo feito no mesmo horário do jogo contra os centro-americanos. Outra possível alteração em relação ao primeiro jogo é a entrada do volante ítalo-brasileiro Thiago Motta no lugar de Verratti.