'Todo mundo viu que o "Brasil não passa por bom momento", diz Asprilla

Comentarista de uma rádio, o ex-atacante colombiano disse que a equipe comandada por Felipão não consegue "criar ilusões"

iG Minas Gerais | @FOLHAPRESS |

No Brasil como comentarista de uma rádio, o ex-atacante colombiano Faustino Asprilla disse que a equipe comandada por Felipão não atravessa um bom momento, mas que ainda assim consegue "criar ilusões".

"Brasil não está jogando bem. Todo mundo viu que a seleção não está passando por um bom momento, mas são brasileiros e sempre estão criando ilusões, ainda que jogando mal", disse Asprilla na noite desta quarta-feira (18), enquanto esperava o voo rumo a Brasília para acompanhar o segundo jogo da Colômbia, nesta quinta (19), contra a Costa do Marfim, às 13h.

Questionado sobre se falta companhia a Neymar no time, Asprilla disse que ele "é um jogador diferente, está desenhado para jogar assim. Não tem muito acompanhamento, mas, pela qualidade que tem, acredito que possa conduzir a equipe".

O Brasil contou com um pênalti inexistente para vencer a Croácia por 3 a 1 na estreia e empatou em 0 a 0 com o México no segundo jogo.Ex-jogador do Fluminense e do Palmeiras, disse que as equipes latino-americanas vêm tendo bom desempenho porque se sentem em casa. "Sabem que jogam como locais, há torcedores de todas as seleções e estão aproveitando o momento". Por outro lado, minimizou o fator clima."Nesta época, o calor não está tão forte para dizer que é um determinante, ainda que algumas cidades sejam mais quentes".

Sobre a Colômbia, que jogou bem na vitória por 3 a 0 sobre a Grécia, Asprilla disse que o desfalque do atacante Falcao já ficou para trás."Já superamos Falcao, já entendemos que ele não está na seleção. Há outros jogadores que assumiram a responsabilidade e estão fazendo um bom campeonato", afirmou.

Hoje com 44 anos, Asprilla fez parte da "geração de ouro" colombiana, ao lado de Valderrama e Rincón, entre outros. Jogou as Copas de 1994, quando a equipe chegou como favorita, mas decepcionou, e de 1998.

Leia tudo sobre: copa do mundo