Após quase 20h, carreta é retirada e gera congestionamento na BR-381

Veículo carregado com gás tombou na tarde da quarta-feira (18) e há risco de explosão; retirada é monitorada pelo Corpo de Bombeiros

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Milagre. 
Apesar de o caminhão ter sido destruído com o acidente, motorista não teve ferimentos
FOTO: NELSON BATISTA / O TEMPO
Milagre. Apesar de o caminhão ter sido destruído com o acidente, motorista não teve ferimentos

Os motoristas que deixaram para sair na manhã desta quinta-feira (19) para o feriadão de Corpus Christi, acabaram encontrando o trânsito carregado na BR-381, em direção à São Paulo. Um caminhão da Supergasbrás tombou na tarde desta quarta-feira (18), no km 492, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte e, o trânsito flui pela pista antiga da rodovia para a retirada do veículo, cerca de 20h após o acidente. 

Segundo as informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu no trecho do bairro Distrito Industrial Bandeirantes, localizado atrás do Shopping Metropolitano. O congestionamento chegou a atingir  5 quilômetros para quem ia em direção ao Sul do Estado, quando duas faixas estavam interditadas. Por volta das 11h, segundo a corporação, o trânsito passou a fluir pela pista antiga da rodovia e o congestionamento teria reduzido para 3 quilômetros.

Por conta do risco de explosão, três viaturas do Corpo de Bombeiros acompanham a retirada da carga de gás combustível, para garantir que um incêndio não seja iniciado. Ainda conforme a PRF, nas demais rodovias que cortam Minas Gerais, não há registros de congestionamentos.

Motorista passou mal

O motorista do caminhão, Antônio Pereira da Silva, de 52 anos, vinha da cidade de Divinópolis quando passou mal ao voltante.  “Estava passando mal, mas tomei um remédio em casa e fui trabalhar mesmo assim. De repente, na rodovia, me deu um apagão. Quando vi, o acidente já havia acontecido”, disse Silva.

Apesar de o veículo ter ficado totalmente destruído, Silva não teve nenhum ferimento. Pai de quatro filhos, ele acredita que sobreviveu graças a um milagre. “O caminhão ficou destruído. Agradeço a Deus por ter permitido que eu continue vivo e sem nenhum ferimento”, disse.