Médico terá que indenizar mãe em R$ 100 mil por morte de bebê no parto

O juiz considerou que ele não usou todos os recursos que podia para salvar a criança, o que foi confirmado pelo Conselho Regional de Medicina

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Um médico terá que pagar R$ 100 mil por danos morais a uma mãe cujo filho morreu por asfixia no parto, em Manhumirim, na Zona da Mata. A decisão é da 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e sentença é do juiz da 1ª Vara Cível da Comarca de Manhumirim. 

De acordo com a ação. foi apurada a responsabilidade do médico na adoção de procedimentos durante o parte. Para se chegar a conclusão do caso, foram anexadas ao processo cópias do procedimento administrativo perante o Conselho Regional de Medicina, que decidiu pela aplicação das penalidades previstas no Código de Ética Médica, reconhecendo que o médico não utilizou os recursos disponíveis para atender a gestante.

O médico contestou a ação, negando sua responsabilidade pela morte da criança, mas o relator do processo, desembargador Moacyr Lobato entendeu que a mãe lidou com a imperícia do médico e que o atendimento a ela durante o parto não foi suficiente. Desta forma, a indenização de R$ 100 mil foi mantida.

Com informações do TJMG. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave