Pressão do tamanho da tradição de três títulos mundiais

iG Minas Gerais | Ricardo Plotek |

Suárez fez um intenso trabalho de recuperação para poder jogar a Copa no Brasil
Victor R. Caivano/ap photo – 10.6.2014
Suárez fez um intenso trabalho de recuperação para poder jogar a Copa no Brasil

Se tradição vale em Copas do Mundo, a partida desta tarde, entre Uruguai e Inglaterra, no Itaquerão, em São Paulo, às 16h, pelo grupo D, tem um peso ainda maior, e não só por reunir dois campeões do mundo, mas por ser um duelo decisivo, embora ainda pela segunda rodada da primeira fase do Mundial.

As duas seleções foram derrotadas em suas estreias, sendo o revés dos sul-americanos pior, pois sucumbiram diante do azarão da chave, Costa Rica, por 3 a 1, enquanto os britânicos foram batidos pela Itália (2 a 1). Quem perder nesta quinta-feira praticamente dá adeus à competição mais importante do futebol.

Na última rodada, a Inglaterra pega a Costa Rica e o Uruguai encara a Itália. Nesta sexta, Costa Rica e Itália se enfrentam, em Recife, pela segunda rodada.

Nessa quarta, véspera do jogo, o Uruguai informou que o zagueiro e capitão Diego Lugano está fora da partida por causa de dores no joelho esquerdo. Assim, o jovem Giménez, do Atlético de Madri-ESP, deverá atuar ao lado do companheiro de clube Godín.

Em compensação, a grande estrela da seleção campeã do mundo em 1930 e em 1950 está confirmada para estrear no Mundial depois de ser poupada contra a Costa Rica.

O atacante Luis Suárez, eleito o melhor jogador do último Inglês atuando pelo Liverpool-ING, vai a campo nesta tarde pouco mais de um mês após ter sido operado por causa de um problema no menisco do joelho esquerdo.

Outro desfalque é Maxi Pereira, expulso contra a Costa Rica. A lateral esquerda será ocupada por Alvaro Pereira, do São Paulo. No meio-campo, a novidade será Lodeiro, ex-Botafogo e novo reforço do Corinthians, que começou o jogo passado no banco e entrou durante a partida.

Do lado inglês, a principal dúvida é a permanência ou não do astro Wayne Rooney no time titular. A atuação apagada de Rooney na estreia deixou o atacante na berlinda.

O técnico Roy Hodgson ainda não definiu a situação do atleta. Mas, se ele permanecer na equipe campeã em 1966, deve atuar no comando do ataque, tal como em seu clube, o Manchester United-ING.

A imprensa inglesa veiculou nesta semana que Rooney estaria treinando com os jogadores reservas após a derrota na estreia. Insatisfeito, o atacante foi ao Facebook para refutar a ideia e garantir que está fazendo treinos extras porque quer e porque faz parte do seu projeto para estar 100% em todos os jogos.

“Às vezes eu me pergunto onde a imprensa está querendo chegar. Eu disse, desde o início, que quero fazer tudo o que posso para ter certeza de que estou pronto para os jogos da Copa do Mundo.” 

Estrela “baleada” Embora o Liverpool-ING não tenha sido campeão inglês depois de liderar boa parte da última edição da Premier League, a temporada do uruguaio Luis Suárez foi sensacional. O atacante foi eleito o melhor jogador da competição nacional mais forte do mundo e ainda foi o artilheiro, com 31 gols em 33 partidas, uma média de quase um gol por jogo (0,93). De quebra, a equipe de Liverpool ainda conseguiu a classificação para a próxima edição de Liga dos Campeões da Europa devido ao vice-campeonato. Contudo, ao final da temporada, o joelho esquerdo de Suárez não aguentou e ele teve que sofrer uma artroscopia para a correção de problemas no menisco, tendo pouco mais de mês para se recuperar a tempo de estar no grupo da Celeste que está disputando a Copa do Mundo. Mesmo com o Uruguai perdendo por 3 a 1 para a Costa Rica no jogo de estreia, o atacante ficou no banco, o que denota que não está 100%.

Descontração No último treino antes da partida decisiva desta quinta-feira, os jogadores do Uruguai fizeram nessa quarta um rachão no Itaquerão em clima descontraído, bem ao estilo sul-americano. Como fazia quando era criança, o atacante Luis Suárez atuou como goleiro, até para evitar um contato mais forte com os companheiros de equipe, pois se recupera de uma cirurgia no joelho esquerdo. Também nessa quarta, a família do zagueiro Diego Lugano, que não joga nesta quinta por dores no joelho esquerdo, chegou a São Paulo para acompanhar a partida contra a seleção da Inglaterra.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave