Avacoelhada

iG Minas Gerais |

<CW-32>Semelhanças entre as atuações do América e o jogo do Brasil contra o México. Ochoa lembrou as salvadoras defesas de Matheus. Daniel Alves e Marcelo avançaram, mas poucas vezes procuraram a linha de fundo e fizeram cruzamentos precisos. Com três volantes, faltou criatividade na organização das jogadas. A troca de um volante por um atacante não aumentou a qualidade na transição entre defesa e ataque. Nos esquemas atuais, parece que a escalação de dois meias de ligação está proibida. Oscar ficou isolado na articulação, igualmente Mancini e Tchô foram escalados nas partidas do Coelhão. Paulinho foi improdutivo nas infiltrações. Fred repetiu as atuações de Obina. O desempenho do centroavante depende dos lançamentos dos laterais e das assistências dos meias. Os veteranos do Coelhão, com a presença de Gutemberg e Taú, venceram o Valério por 3 a 0.

A voz da Massa

Nesses dias de Copa, eu venho procurando manter o foco no Galão, mas ontem eu ouvi uma que me deixou indignado. Felipão, ao ser questionado numa coletiva sobre uma possível desclassificação precoce do Brasil e se ele pretendia mexer no time, respondeu com toda a sua empáfia que, se a seleção se classificar ou deixar de se classificar, é problema dele. Como assim, Felipão? A seleção brasileira não é só sua não, ela é de mais de 200 milhões de brasileiros. E se nós formos desclassificados, como corremos o risco, o problema – quer dizer, a frustração, o dano moral, o desperdício de investimentos – será de todos nós, principalmente do povão, que é quem banca toda essa festa. A seleção não está jogando nada, e isso, sim, é problema seu, pois é o treinador. O mínimo que a gente merece é que o Brasil ganhe esta Copa. Então seja mais humilde e faça esse time jogar!

A voz Celeste

O que faltou para o Brasil vencer o México? Para mim, faltou mais um craque para ajudar Neymar. A seleção de Felipão sempre foi aquela que só faz o arroz com feijão. Como falei ontem, nossos treinadores precisam melhorar muito. Miguel Herrera, treinador do México, deu um nó tático em Felipão, anulando as melhores jogadas da nossa seleção. Para furar esses bloqueios, só com a genialidade do craque. Defender, no atual futebol, ficou mais fácil do que atacar. Em todas as Copas, sempre tivemos centroavantes que se destacaram, mas nesta os nossos zagueiros David Luiz e Thiago Silva são os melhores do mundo. Com todas as falhas, continuo acreditando no Brasil, mesmo porque a força do povo brasileiro é muito grande. Abraços para a aniversariante Claudia e toda sua família, seu esposo Caio, os filhos e sua nora Marcela, de Araxá. Que Deus ilumine a todos. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave