"Jogo só é final para uruguaios", diz Gerrard

Técnico da Inglaterra e experiente meia disseram que o jogo não equivale a uma final de Copa do Mundo

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Apesar da atmosfera de decisão que envolve o duelo entre Uruguai e Inglaterra nesta quinta-feira (19), no Itaquerão, e que pode até eliminar uma das seleções, os ingleses tentaram frear a expectativa. Com declarações mais sóbrias e sem carga emocional, o capitão Steve Gerrard e o técnico Roy Hodgson afirmaram que o jogo não equivale a uma final de Copa do Mundo. "Para nós, não é uma final. Acredito que alguns dos jogadores uruguaios vão encarar assim, dando essa importância, mas não é uma final. É um jogo importante. Mas o essencial é definir a vitória e pensar na classificação às oitavas", disse Gerrard, em entrevista coletiva nesta quarta, na capital paulista. "Desde o início consideramos que seriam três jogos importantes, e assim continua. São jogos independentes entre si, e analisamos os pontos fortes e fracos dos adversários", afirmou Hodgson. A dupla inglesa também mostrou entrosamento ao analisar as qualidades do Uruguai e acredita na escalação do atacante Luis Suárez, apesar de haver mistério do técnico Óscar Tabárez. "O Uruguai tem jogadores de primeira classe, como Forlán, Suárez, Cavani. Também bons meio-campistas que podem dar suporte ao ataque. É ainda uma equipe experiente em bola parada. Também vejo que o primeiro jogo [derrota para a Costa Rica por 3 a 1] não foi como eles esperavam e eles devem vir com outra atitude", avaliou o treinador inglês. A Inglaterra deve ser escalada com Hart; Johnson, Cahill, Jagielka e Baines; Gerrard e Henderson; Rooney, Sterling e Welbeck; Sturridge.

Leia tudo sobre: Copa do MundoInglaterraGerrarddecisaouruguai