Loja do Galo e R10 impulsionam venda de camisas à estrangeiros

Turistas aproveitam estadia em Belo Horizonte durante a Copa do Mundo na busca de produtos oficiais do clube e do craque alvinegro

iG Minas Gerais | VICTOR MARTINS |

Gringos procuraram camisas de Ronaldinho Gaúcho na Loja da Galo
Reprodução/ Internet
Gringos procuraram camisas de Ronaldinho Gaúcho na Loja da Galo

Tradicional ponto de concentração de torcedores mineiros, a Savassi também tem caiu no gosto dos estrangeiros que estão passando por Belo Horizonte durante a Copa do Mundo. Como a região conta com uma Loja do Galo, uma franquia oficial do Atlético, muitos gringos estão aproveitando a passagem pela capital mineira para comprar produtos do clube ligados a Ronaldinho Gaúcho. Eleito duas vezes melhor jogador do mundo, o craque alvinegro é a referência atual do futebol mineiro. Por enquanto, quatro seleções já jogaram em Belo Horizonte, mas além dos torcedores de Colômbia, Grécia, Bélgica e Argélia, pessoas de outras nacionalidades também entram na Loja do Galo em busca da camisa do R10. “Eles estão comprando muitas mesmo. A demanda está muito boa. Argentinos, alemães, ingleses, americanos, irlandeses, argelinos, enfim, pessoas de todas nacionalidades buscam a camisa listrada de jogo ou então camisas casuais ligadas a Ronaldinho. Agora mesmo foi uma farra com os chilenos”, informou Fred Albuquerque, um dos sócios da franquia localizada na Savassi. Feliz com o movimento durante a disputa da Copa do Mundo, Fred Albuquerque ainda não sabe precisar o número exato de camisas vendidas. O dono da Loja do Galo garante que ainda tem produto em estoque para atender toda a demanda dos estrangeiros, já que o Mineirão ainda vai receber quatro partidas da competição. Portanto, mais turistas chegarão à capital nos próximos dias. “Não sabíamos exatamente como seria, pois é a primeira Copa do Mundo no Brasil com a loja aberta, então não tinha como ter uma expectativa exata. Mas nós nos programamos bem e estamos atendendo muito bem a todos”. Ao entrar na Loja do Galo, o torcedor estrangeiro já saber o que quer: a camisa do Ronaldinho Gaúcho, como explica Fred Albuquerque. “O Atlético virou uma referência por conta do Ronaldinho, que é um nome mundial do futebol. Ele tem esse apelo esse apelo diante dos estrangeiros. A presença dele e a loja numa região com muitos turistas são importantes para a divulgação da marca do Atlético, tanto que o pessoal já chega aqui em busca da camisa do Ronaldinho.” O número exato de camisas vendidas, no entanto, ainda não é possível saber, já que a Loja do Galo da Savassi faz o balanço de vendas apenas ao final de cada mês. A procura também acontece em outras lojas do Atlético pela cidade.

 

Leia tudo sobre: AtléticoRonaldinho GaúchoSavassiLoja do Galocamisasestrangeiros