Torcida em Madri reconhece papel de geração campeã do mundo

Apesar do fiasco, o tom era de gratidão à geração de jogadores da seleção espanhola

iG Minas Gerais | Folha Press |

Sem choradeira, drama, nem protesto. Pelo menos, essa foi a reação da torcida espanhola que lotou os arredores do estádio Santiago Bernabéu, em Madri, à queda da seleção do país na primeira fase da Copa do Mundo.

Apesar do fiasco, o tom era de gratidão à geração de jogadores de uma das seleções mais badaladas dos últimos anos. O apito do fim do jogo no Maracanã foi seguido de palmas.

Ao mesmo tempo, há o sentimento de que o fracasso no Brasil comprova que chegou a hora de renovação do elenco da equipe atual campeã do mundo.

"Não podemos sempre ganhar. Esse time ganhou tudo nos últimos anos, Europa, Copa do Mundo. Não podemos cobrar", diz Jesus Millan, 26, enrolado na bandeira espanhola.

"É hora de renovação. Ficou claro que esse time perdeu um pouco da motivação", fez coro Sérgio Lopez, 27.

O lado de fora do estádio do Real Madrid vinha sendo o principal ponto de transmissão pública na cidade dos jogos da Espanha na Copa.

Durante o jogo, locutor e comentaristas espanhóis destacaram a queda de rendimento do time no segundo tempo contra Holanda e Chile: "Os jogadores se acabam".

Fora da Copa, resta aos espanhóis celebrar (ou não, para quem é contra a monarquia) a coroação do novo rei, Felipe 6o. Ele assume nesta quinta-feira o trono após a abdicação do pai, o rei Juan Carlos.

Leia tudo sobre: torcidaseleção espanholaapoio