Torcedores chilenos derrubam grades e invadem Maracanã

torcedores sem ingresso derrubaram as grades no Portão C e passaram pela sala de imprensa

iG Minas Gerais | Folha Press |

Dezenas de torcedores chilenos invadiram o Maracanã para assistir à partida entre a sua seleção e a da Espanha, pela 2ª rodada do Grupo B da Copa do Mundo.

Cerca de uma hora antes do confronto, os torcedores sem ingresso derrubaram as grades no Portão C, quebraram um vidro da área de imprensa e passaram por ela para entrar aos gritos no estádio.

O clima continua muito tenso no entorno do estádio, com a presença de milhares de torcedores chilenos sem ingresso, inconformados. A Polícia Militar chamou reforço para tentar conter novas invasões antes do início da partida, às 16h.

Um grupo de cerca de 50 torcedores chilenos invadiu sala de imprensa do Maracanã e destruiu duas paredes. Pelo menos 18 invasores foram detidos e estão sendo levados para uma delegacia. Eles foram detidos por seguranças da Copa e colocados sentados em um canto. Um invasor que usa camisa branca conseguiu entrar no elevador junto à área de imprensa, fugindo da polícia. Alguns dos torcedores conseguiram correr até as arquibancadas, misturando-se ao público.

Uma torcedora detida relatou à reportagem que o grupo não tinha conseguido entrar no estádio porque comprou entradas falsas vendidas por um brasileiro.

Já segundo o COL (Comitê Organizador Local), os torcedores alegaram que a invasão foi porque estavam em busca de uma ambulância, já que um dos torcedores estava passando mal. A polícia demorou cerca de 20 minutos para chegar ao local da confusão.

Leia tudo sobre: chilenosinvasãomaracanãtorcedores