União deve pagar cirurgia de bebê fora do país

iG Minas Gerais |

Sofia Gonçalves, 5 meses, precisa de um transplante multivisceral
HOSPITAL SAMARITANO SOROCABA/DIVULGAÇÃO
Sofia Gonçalves, 5 meses, precisa de um transplante multivisceral

São Paulo. O Tribunal Regional Federal (TRF) de São Paulo negou nessa terça recurso do Ministério da Saúde contra a decisão que determinava que a pasta providenciasse, de forma imediata, a transferência da menina Sofia Gonçalves de Lacerda, 5 meses, para os Estados Unidos, onde ela deve realizar um transplante multivisceral, necessário para que ela sobreviva. Segundo o portal UOL, o ministério informou que irá cumprir a decisão.

Sofia é portadora da síndrome de Berdon, uma doença rara que provoca problemas no intestino, na bexiga e no estômago. A família quer que ela seja operada nos EUA, pois, no Brasil, a cirurgia realizada pelo sistema Único de Saúde (SUS) ainda é experimental. Há apenas pesquisas sobre o assunto.

“O Ministério da Saúde informa que irá cumprir a decisão do TRF, providenciando o envio da paciente Sofia Gonçalves de Lacerda aos EUA para a realização de um transplante multivisceral”, disse a pasta, em nota.

Nessa segunda, o advogado da família, Miguel Navarro, havia entrado com um pedido de liminar para que o ministro da Saúde, Arthur Chioro, fosse preso pelo descumprimento da determinação.

O ministério informou que enviou ofício à Polícia Federal para que o passaporte de Sofia seja emitido. “A realização da transferência depende, neste momento, de laudo médico atestando que a paciente tem condições clínicas para o transporte até o país onde será realizada a cirurgia”.

No último dia 28, o desembargador Mário Moraes havia determinado que a União providenciasse a remoção de Sofia em um avião adaptado para o Jackson Memorial Medical de Miami, nos EUA. Segundo o UOL, o procedimento será realizado pelo médico Rodrigo Vianna, brasileiro que trabalha na instituição.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave