Paredão mexicano, Ochoa diz que cresceu com críticas

Goleiro foi questionado pela imprensa local, mas seguiu firme; respostas, segundo ele, foram dadas dentro de campo

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Fortaleza (CE). Ele deixou o grito de gol do povo brasileiro entalado na garganta por quatro vezes. Quando o apito final soou no gramado do Castelão nesta terça-feira, Ochoa foi ovacionado pela torcida. Reconhecimento pela boa atuação, e uma prova irrefutável da lua de mel dos mexicanos com sua seleção nacional. Até pouco tempo, Ochoa era alvo de críticas. Em recentes pesquisas de opinião, 80% da população mexicana preferia que o reserva Corona fosse o escolhido pelo treinador Miguel Herrera. 

“Quando somos jogadores, estamos sujeitos a isto. Eu prefiro não escutar, não ler estas coisas. Procuro responder a estes questionamentos trabalhando, mantendo um padrão de vida digno, sempre buscando estar perto da minha família. Encontrei um equilíbrio profissional, trabalho para mim”, afirmou o goleiro, que qualificou as críticas como chaves de seu amadurecimento profissional.

“Acho que isto foi muito importante para mim. Aprendi bastante. Agora enfrento estas partidas com mais tranquilidade, tenho mais experiência para lidar com este tipo de situação”, destacou o arqueio, que atualmente defende as cores do Ajaccio, da França. 

 

 

Leia tudo sobre: futebol nacionalCopa do Mundoochoaselecão mexicana