'Está doendo muito', diz técnico da Espanha

Vincent Del Bosque revela abatimento da equipe espanhol, que só fica na Copa se vencer o Chile nesta quarta

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Vicente Del Bosque, mantém mistério para a escalação do ataque espanhol
ALEX DE JESUS/O TEMPO
Vicente Del Bosque, mantém mistério para a escalação do ataque espanhol

"Os dias desde a partida com a Holanda têm sido longuíssimos para todos", afirma o técnico da Espanha, Vicente del Bosque, para explicar o estado do time após a goleada que sofreu na estreia. "Está doendo muito."

Os campeões do mundo tentam curar sua dor nesta quarta (18), contra o Chile, no Maracanã. Precisam ganhar para não chegarem eliminados ou quase isso à última rodada da primeira fase. "Essa espera é muito difícil", diz o meia Iniesta. "Poderíamos ter jogado um dia depois, ou dois dias depois."

Esse sentimento não é necessariamente ruim, explica Del Bosque. "Com ansiedade também se joga", afirma. "Tira-se um rendimento maior, se controlada. A passividade exagerada é ruim. É bom ter um pouco de ansiedade."

O Chile vem de vitória na estreia, sobre a Austrália. Dado que a Holanda desponta como favorita para acabar em primeiro no grupo, o jogo no Rio é considerado decisivo para a segunda vaga.

"Não estamos nas mãos de ninguém", diz Del Bosque, que faz um discurso muito tranquilo sobre a repercussão da péssima estreia de seu time. "Como não vamos ser criticados por uma má atuação? Fomos muito elogiados quando fomos bem, é natural [haver isso] quando vamos mal. Tenho lido muitas coisas e elas estão próximas ao que aconteceu no jogo."

Leia tudo sobre: espanhafúriala rojadel bosqueiniestaansiedadeesperagoeladaestreiaholandachilegrupo bcopa do mundo