Gringos vestem verde e amarelo para torcer pelo Brasil

Escoceses e japoneses endossam o coro pela seleção brasileira na Copa do mundo

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

A camisa é verde e amarela, mas com sotaque estrangeiro. A torcida do Brasil na arena da Fifa, na Praia de Copacabana, ganhou o reforço de turistas de outros países na tarde desta terça-feira (17). Mesmo com a seleção de seu país fora da Copa, o escocês David Tierrey, 29, chegou ao Rio para ficar até o fim da competição. "Amo a cultura brasileira, amo a seleção brasileira e amo as mulheres brasileiras", disse o eufórico Tierrey, que veio ao Brasil acompanhado por Steve Murrag, 28, outro cidadão escocês. A dupla se apaixonou também pela cerveja nacional. "É tão bom quanto uísque!" Além de muito amor pelo Brasil, os dois também tem uma sorte danada. Conseguiram comprar pelo site da Fifa ingressos para os sete jogos da Copa no Maracanã, entre eles, a final do torneio. Para cada jogo, a Fifa promoveu um sorteio para definir quais os torcedores teriam direito a comprar o tíquete. "Fiz as contas de acordo com os números do site da Fifa e a chance de ser sorteado para os sete jogos era de 1 em 27 milhões. É muita sorte! Eu amo o Rio!", disse Murrag, que assim como Tierrey, vestia saia escocesa e camisa do Brasil. Mais discreto, o japonês Atsushi Vema, 30, veio com sua mulher Ikuko Vema, 34, para assistir a dois jogos do Japão na primeira fase. Aproveitaram para torcer na Fan Fest pelo anfitriões da Copa. "Nosso segundo time é o Brasil", disse Atsushi Vema.

Leia tudo sobre: Copa do Mundogringostorcidabrasilreforcoextra