Taxista é assaltado, posto em porta-malas e preso por mandado

Situação aconteceu na noite dessa segunda-feira (16), em Santa do Paraíso; motorista foi agredido com coronhada e perdeu celulares e chaves de carro e de casa

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Um taxista, de 35 anos, passou de vítima para suspeito, na noite dessa segunda-feira (16), em Santa do Paraíso, na região do Vale do Rio Doce. O homem foi assaltado, mantido dentro do porta-malas de seu carro e, durante registro da ocorrência, a Polícia Militar (PM) descobriu que havia um mandado de prisão contra ele.

José Antônio da Rocha contou à PM que dois homens entraram em seu táxi, um Corsa, e pediram uma corrida para o bairro Parque Caravelas. Chegado ao endereço solicitado, ao invés de pagar pelo serviço, um outro homem encapuzado foi ao encontro deles, em uma moto e armado, anunciando o assalto.

O taxista foi obrigado a entrar no porta-malas do carro, sendo agredido com uma coronhada na cabeça. Depois de prender o homem, um dos suspeitos assumiu a direção. Minutos depois de estar rodando, a vítima ouviu barulho de disparos e carro foi abandonado no bairro das Águas.

Rocha conseguiu sair do porta-malas e pediu, a pessoa que passava pelo local, que chamasse a PM. Isso porque, Rocha perdeu os dois celulares e as chaves do carro e de sua casa.

Após fazer rastreamento, a PM conseguiu localizar Pedro Henrique Ruela, 18, e um adolescente de 17 anos, como sendo os homens que entraram no táxi pedindo a corrida. Os dois se colocaram também como vitimas do assalto e negaram qualquer participação. O homem encapuzado não foi localizado. Além dos dois "passageiros", Rocha também foi encaminhado para a delegacia devido ao mandado de prisão que foi encontrado contra ele, durante o registro da ocorrência. A PM não soube dizer qual foi o crime cometido por Rocha anteriormente.

Leia tudo sobre: assaltotaxistaporta-malasmandado de prisãovítimasuspeito