Müller critica zagueiro Pepe: "o que fez foi desnecessário"

Beque português deixou o braço sobre atacante alemão, tirou satisfação com o avante no chão e foi expulso

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

Esportes - Partida entre Alemanha e Portugal ,  no estadio Arena Fonte Nova valida pelo Grupo G da Copa do Mundo , em Salvador BA.  Foto Alex de Jesus/O Tempo 16/06/2014
ALEX DE JESUS/O TEMPO
Esportes - Partida entre Alemanha e Portugal , no estadio Arena Fonte Nova valida pelo Grupo G da Copa do Mundo , em Salvador BA. Foto Alex de Jesus/O Tempo 16/06/2014

Salvador (BA). O técnico da seleção portuguesa, Paulo Bento, e seus comandados acharam injusta a expulsão do zagueiro Pepe. O jogador deixou o braço sobre Thomas Müller e ainda tirou satisfação com o adversário no chão.

Questionado sobre o que achou do lance que originou o cartão vermelho ao beque de Portugal, Müller classificou como correta a decisão do juiz.

“Tenho vaga lembrança do lance. Ele (Pepe) bateu o braço no meu rosto e caí no chão. Depois, acho que ele chegou perto de mim e me deu uma cabeçada. Não me lembro muito bem. Mas essa decisão é do juiz. E o que o Pepe fez foi desnecessário”, afirmou o avante alemão.

No fim das contas, a goleada alemã foi merecida, apesar de Müller acreditar que sua equipe poderia ter feito mais gols.

"Fizemos um ótimo jogo, focados e concentrados. Não fomos um rolo compressor. Os portugueses tiveram as oportunidades deles, mas não fizeram. E nós poderíamos ter vencido por um número de gols maior, se o ataque tivesse aproveitado melhor as oportunidades. Agora vamos pensar no próximo jogo”, comentou.

A Alemanha volta a campo no sábado, às 16h, contra Gana, no Castelão, em Fortaleza.

Leia tudo sobre: AlemanhaPortugalPepeMuller