Apesar de jogo fraco entre Irã e Nigéria, técnico parabeniza seleções

Treinador iraniano, o português Carlos Queiroz gostou do que viu em campo e ficou feliz por equipe asiática 'neutralizar' africanos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

No confronto que foi considerado o mais “sem graça” da Copa até o momento – Irã e Nigéria protagonizaram um duelo com baixo nível técnico – as duas equipes não conseguiram sair do 0 a 0 na Arena da Baixada, em Curitiba.

Mesmo diante de uma partida bem abaixo das outras, o técnico português Carlos Queiroz, que comanda o Irã, fez questão de elogiar as duas equipes que estiveram em campo.

“Nós fomos bem, lutamos por cada bola, por cada espaço. Jogamos os 90 minutos tentando fazer o gol. Nós merecemos ser parabenizados e eles também merecem. Os dois times estão de parabéns”, disse Queiroz, logo após o fim do jogo.

Em seguida, durante a coletiva de imprensa, o treinador afirmou que nenhuma das duas seleções mereceu sair vitoriosa do confronto, e ressaltou garra iraniana que ele viu em campo.

“A estrela acendeu e jogamos com disciplina, concentração e força. Conseguimos frustrar o futebol coletivo da Nigéria. Quero parabenizar meus jogadores, sofreram, mas sempre jogaram pensando em fazer gol. Ninguém mereceu vencer o jogo, então foi justo”, cravou ele.

Leia tudo sobre: irãnigériajogocopa do mundogrupo garena baixadacuritiba