Polícia Civil prende autores de assaltos em cidades pacatas

Assaltos aconteceram no dia 9 de maio e 16 de maio nas cidades de Senhora dos Remédios e Ressaquinha, respectivamente; dois foram presos e dois suspeitos seguem foragidos

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Arma e touca ninja utilizada em um dos assaltos foram apreendidas pela polícia
Polícia Civil/Divulgação
Arma e touca ninja utilizada em um dos assaltos foram apreendidas pela polícia

Após registrarem dois assaltos violentos em duas cidades que somam aproximadamente 15 mil habitantes, no Campo das Vertentes, a Polícia Civil (PC) reagiu rápido para tentar impedir o aumento da violência na região e prendeu dois autores dos crimes. Os assaltos aconteceram nas cidades de Ressaquinha, de pouco mais de 4.600 habitantes, e Senhora dos Remédios, que tem uma população de cerca de 10 mil pessoas.

Segundo as informações do 13º Departamento da PC, as duas pacatas cidades não haviam registrado crimes semelhantes neste ano, o que chamou a atenção da corporação. O primeiro deles foi registrado no dia 9 de maio, em Senhora dos Remédios. Um dono de um supermercado local e sua família foram feitos reféns e ameaçados por assaltantes, sendo que R$9.300 em dinheiro foram levados. 

Exatamente uma semana depois, na cidade vizinha de Ressaquinha, foi a vez de uma mercearia ser assaltada por dois homens armados e encapuzados que chegaram em uma motocicleta. Eles levaram cerca de R$2.200, um cheque de R$90 e um aparelho de gravação de imagens de segurança do local.  

Após identificar os suspeitos, a PC conseguiu prender no dia 30 de maio um dos autores do primeiro crime. O homem de 24 anos, que não teve o nome divulgado, está no Presídio Regional de Barbacena. Já na última sexta-feira (13), foram cumpridos dois mandados de prisão para os autores do roubo em Ressaquinha, durante a operação Hércules. 

Segundo a delegada Fátima Campos, eles receberam a informação de que os autores do segundo roubo estariam em Senhora dos Remédios. "Conseguimos identificá-los com o auxílio da população da cidade. Com isso, montamos a operação e, com auxílio do Ministério Público, conseguimos cumprir os mandados de prisão temporária”, disse a policial.

Durante o cumprimento dos mandados, um dos suspeitos foi preso em flagrante portando a arma de fogo que foi usada no dia do crime. Além disso, dois capacetes, uma touca ninja e a motocicleta usada pela dupla também foram apreendidos durante a operação. 

“Agimos prontamente e de maneira muito eficaz na apuração dos crimes que nos foram trazidos. Conseguimos a prisão de um perigoso assaltante que estava atuando na região”, finalizou o delegado Saulo do Prado, um dos responsáveis pela operação. Agora, a corporação trabalha para prender os autores que estão foragidos.