Com show de Müller, Alemanha atropela Portugal na Bahia

Meia-atacante marcou três gols e causou a expulsão de Pepe; ele é o artilheiro da Copa e já tem 8 gols em Mundiais

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

Müller foi o cara da goleada alemã por 4 a 0 sobre Portugal
AP
Müller foi o cara da goleada alemã por 4 a 0 sobre Portugal

Salvador, Bahia. Anule Cristiano Ronaldo e dominará Portugal. A lição imaginada pela maioria dos torcedores foi muito bem executada pela Alemanha ontem na Arena Fonte Nova, em Salvador, e a vitória por 4 a 0 foi moldada ainda com a ajuda chave dos companheiros do melhor jogador do mundo, além da atuação de mestre do jovem artilheiro Thomas Müller.

O ‘apoio’ luso para o triunfo germânico teve como peças-chave a dupla de zaga, com grande destaque para Pepe e seu já conhecido temperamento explosivo. Expulso ainda aos 35 min do primeiro, o defensor do Real Madrid deixou sua equipe ainda mais nas mãos dos alemães, que desfilaram seu confiante futebol em terras baianas.

Müller, mesmo com apenas 24 anos, começa a Copa como o principal nome da Alemanha depois de ser revelação e artilheiro do último Mundial, na África do Sul. Já são sete tentos do jovem craque na história das Copas.

O próximo compromisso da Alemanha será diante de Gana, no próximo sábado, no Castelão. No diante seguinte, Portugal tentará recuperar-se diante dos Estados Unidos, na Arena Amazônia.

O jogo. O calvário português começou a ser construído logo aos 10 min de partida. Götze invadiu a área lusa, brigou pela bola com João Pereira e caiu no gramado; juiz apitou e assinalou o pênalti. Müller pegou a pelota e, com uma bela cobrança, abriu o placar na Arena Fonte Nova.

A Alemanha já dominava as ações no jogo, enquanto Portugal tinha em Nani sua principal válvula de escape. Cristiano Ronaldo apenas era visto em lances pontuais e era bem marcado por Boateng e Hummels. O segundo gol não demorou a sair e veio pelo alto. Hummels ganhou de Pepe e Bruno Alves e anotou modificou novamente o marcador.

Um dos lances capitais da partida veio quase na sequência. Pepe mostrou seu jeito descontrolado e, após deixar a mão na cara de Müller e, ver o adversário caído, envergou o corpo em direção ao gramado e desferiu uma leve cabeçada no atacante alemão. Expulsão imediata e merecida.

A partida daí, a Alemanha manteve o futebol de toque e posse de bola, e o passeio continuou. Na primeira etapa, ainda teve tempo de Müller fazer o seu segundo no jogo, em nova falha de Bruno Alves.

No segundo tempo, Portugal continuou correndo atrás da bola, em meio à roda alemã. Sob os gritos de ‘olé’ dos alemães e ‘sou brasileiro com muito orgulho e muito amor’ dos torcedores canarinhos, Müller mostrou oportunismo dentro da área e fez o seu terceiro na partida, o quarto da Nationalelf, após cruzamento de Schürrle e erro de Rui Patrício.

A Arena Fonte Nova fecha mais uma partida com uma goleada – estreou com Espanha 1 x 5 Holanda.