Município paulista irá utilizar reconhecimento facial em ônibus

implantação da medida começa a valer nesta segunda-feira (16) e tem como objetivo impedir o mal uso de cartões de idosos e pessoas com deficiência, que permitem a gratuidade da passagem

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Segundo a Transcon, os veículos são capacitados para transportar pessoas com deficiência física e substituirão os carros mais antigos
ELIAS RAMOS/PMC
Segundo a Transcon, os veículos são capacitados para transportar pessoas com deficiência física e substituirão os carros mais antigos

O município de Limeira, em São Paulo, vai passar a utilizar o sistema de reconhecimento facial em grande parte de sua frota de ônibus. A implantação da medida começa a valer nesta segunda-feira (16) e tem como objetivo impedir o mal uso de cartões de idosos e pessoas com deficiência, que permitem a gratuidade da passagem.

Ao todo, o investimento municipal para a aplicação da tecnologia custou R$ 1 milhão. A técnica já é utilizada em outras cidades do Estado, como Águas de Lindoia e Piracicaba.

De acordo com os dados da prefeitura, Limeira transporta mais de 1,8 milhão de pessoas por mês, o que resulta em mais de 550 mil viagens de forma gratuita para idosos e outros beneficiários.

Com a aplicação do recurso de reconhecimento facial, espera-se que o número de pessoas andando de graça caia, resultado em uma economia de até R$ 508 mil por mês aos cofres públicos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave