Tecnologia em campo

iG Minas Gerais |

Após a primeira rodada dos cinco primeiros grupos, já dá para avançar nas análises e prognósticos, mesmo com grandes riscos de errar. No grupo A, o Brasil é praticamente certo nas oitavas de final. Croácia e México devem disputar a segunda vaga. Se o México for eliminado pelo saldo de gols, vai protestar duramente, com razão, por causa dos dois legítimos gols anulados contra Camarões. No grupo B, a Espanha, mesmo se ganhar do Chile e da Austrália, corre muitos riscos de ser eliminada, pelo saldo de gols, se o Chile vencer a Holanda. A Austrália deve perder todas as partidas. No grupo C, Colômbia e Costa do Marfim saíram na frente. O Japão, como sempre, parecia que ia ganhar e perdeu, em uma falha do goleiro. Os dois gols foram em jogadas aéreas. O Chile tem o mesmo problema. São os dois times mais baixos do Mundial. A Colômbia, além de bons jogadores, possui um time mais disciplinado e com melhor marcação do que tinha em outras épocas. No grupo D, não era o resultado mais esperado, mas não houve zebra na derrota do Uruguai. A Costa Rica se classificou na frente do México nas Eliminatórias, e o Uruguai ganhou a vaga na repescagem. É um time decadente. Mas o Uruguai, contra os grandes, é difícil de ser batido. Itália e Inglaterra não estão garantidas. As duas seleções fizeram um ótimo jogo, melhor do que se esperava, por causa do calor. Foi uma partida equilibrada. No grupo E, a Suíça, no último minuto, ganhou do Equador, de virada. A França confirmou seu favoritismo contra a fraca Honduras, mas deverá ter muitas dificuldades para vencer Suíça e Equador. Pela primeira vez na história do futebol, a tecnologia confirmou um gol. É um grande avanço. O futebol fica mais justo. Pirlo, Robben, Van Persie e o jovem Campbell, da Costa Rica, foram os grandes destaques na primeira rodada desses cinco grupos. Pirlo, o melhor de todos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave