Concerto celebra relação entre Brasil e Itália

iG Minas Gerais | Deborah Couto |

Sexteto Stradivari e Quinteto de Sopros em Projeto Ópera
embaixada italiana/divulgação
Sexteto Stradivari e Quinteto de Sopros em Projeto Ópera

Parte do projeto Itália na Copa, que acontece em 16 cidades brasileiras, Belo Horizonte recebe hoje o Sexteto Stradivari Projeto Ópera, que apresenta performance juntamente com o Quinteto de Sopros do Teatro San Carlo, de Nápoles.

Com a criação de novos arranjos vocais para composições tradicionais, o grupo é responsável por um conceito totalmente contemporâneo. O objetivo é trazer aos brasileiros uma imagem da Itália moderna, pouco conhecida do grande público. A iniciativa tem apoio de empresas italianas e ítalo-brasileiras instaladas no Brasil.

“O projeto foi concebido no intuito de aproximar ainda mais a Itália do Brasil, em um ano histórico em que o país mostrará ao mundo sua face melhor e mais alegre. Com a Itália na Copa, a embaixada pretende contribuir cpm o clima de festa que irá contagiar todo o Brasil nos próximos meses”, afirma o embaixador da Itália no Brasil, Raffaele Trombetta.

“O grupo é composto por alguns dos mais qualificados e renomados intérpretes do panorama instrumental barroco e clássico italiano. O repertório trará uma primeira parte na qual nos ofereceram o ‘Souvernir de France’, de Cajkovskij, uma segunda com uma seleção extraordinária da ópera italiana (Verdi, Puccini, Rossini) e uma última parte mais moderna com canções napolitanas de ontem e de hoje” s conta a cônsul da Itália em Belo Horizonte, Aurora Russi.

Segundo ela, “é uma oportunidade única de assistir a esse belíssimo concerto”. “A iniciativa visa aproximar os brasileiros da cultura italiana no ano da Copa, apresentando a eles o que há de melhor na arte e na cultura da Itália”, afirma Aurora.

Itália no Brasil. Quem está acompanhando a tabela dos jogos da Copa do Mundo sabe que a Itália não tem jogos previstos em Belo Horizonte. Por isso, o número de turistas italianos na cidade é pequeno.

No entanto, há uma parcela significativa de imigrantes e descendentes por aqui. E a mistura cultural é grande. “Há duas Itálias, uma mais tradicional, melhor conhecida pelos brasileiros, e uma mais moderna. Essa é mais familiar para quem trabalha nas empresas ítalo-brasileiras, por exemplo. É uma mescla das duas coisas”, diz Aurora, que completa: “Para o concerto, esperamos italianos, ítalo-mineiros, mas também todos os amantes da arte e da música”, diz.

Se a Squadra Azzurra, como é chamada a seleção italiana, ganhar a primeira fase do campeonato e chegar às semifinais da Copa, no entanto, a história muda de figura, e o país vem jogar em Belo Horizonte. Aí sim a cidade vai se encher de italianos. “Estamos completamente organizados para ajudá-los de forma gratuita”, afirma Aurora. Há pessoas no consulado para atender o telefone diariamente (e também à noite) e nos informar caso haja qualquer problema. Isso não só em Belo Horizonte, mas em todo o país”, diz.

O concerto faz parte de um conjunto de eventos artísticos, culturais, tecnológicos e comerciais que incluem shows de artistas renomados, como Mario Biondi e Fiorella Mannoia, palestra do famoso escritor Domenico De Masi, exposições de moda e design, além de eventos de gastronomia. Confira a programação completa no site oficial: www.italianacopa.com

Agenda

O que. Projeto Ópera: Sexteto Stradivari + Quinteto de Sopros

Quando. Hoje, às 21h

Onde. Grande Teatro do Palácio das Artes. Avenida Afonso Pena, 1537

Quanto. R$ 20 (inteira), R$ 10 (meia)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave