Técnico de Honduras reclama de gol validado com tecnologia da linha de

Segundo Luis Suárez, máquina não detectou gol em um primeiro momento para depois decisão ser revertida

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

ANDREW MEDICHINI/ASSOCIATED PRESS
undefined

O técnico de Honduras, Luis Suárez, reclamou após a partida deste domingo (15) contra a França do gol validado com o uso da tecnologia da linha de gol. Os franceses venceram o jogo por 3 a 0. Um dos gols do jogo só foi oficialmente confirmado devido ao equipamento, que foi adotado pela Fifa pela primeira vez nesta Copa do Mundo. Após o francês Benzema acertar um chute na trave no segundo tempo, o goleiro hondurenho Valladares se atrapalhou e acabou colocando a bola para dentro. O arqueiro tentou fazer a defesa mesmo depois que ela cruzou a linha do gol, o que gerou a dúvida sanada com a tecnologia. Naquele momento, Suárez ficou irritado com o árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci e reclamou muito. "Não fiquei incomodado porque se considerou gol, mas porque não se considerou. A primeira decisão da máquina foi 'não gol'. A segunda foi gol. Se a bendita máquina diz que não, depois que sim, qual é a verdade?", disse o treinador, que é colombiano, após a partida. Em entrevista coletiva, o técnico francês Didier Dechamps afirmou que o uso da tecnologia é uma "boa solução", mas diz que todos ficaram "nervosos" quando ocorreu o lance. Personagem da jogada histórica, Benzema disse que viu a bola dentro do gol no lance, mas afirmou que "não sabe" se é bom ter a tecnologia da linha.