'Não estamos em férias no Brasil', diz volante holandês

Nigel de Jong não esconde que time aproveitou momentos de folga no país, mas garante que maior objetivo é ficar entre os primeiros

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

undefined

Ao estilo cão de guarda do meio-campo holandês, o volante Nigel de Jong disse que a equipe não veio ao Brasil "aproveitar" os dias em frente à praia de Ipanema, na zona sul do Rio. Apesar da presença fácil fora do hotel em que a seleção está hospedada, o jogador disse que a equipe veio "trabalhar". "Não viemos para aproveitar, mas para fazer um trabalho. Fazer o melhor em campo. Podemos até aproveitar, mas não estamos em férias. Cada time faz isso da sua maneira, no local em que está", disse o volante neste domingo (15), em entrevista à imprensa. Hospedada em frente à praia, os holandeses já foram vistos em restaurantes à noite, jogando futebol, altinha e frescobol na beira da praia. As aparições, contudo, se reduziram na orla. Após a goleada de 5 a 1 sobre a Espanha, o técnico Louis van Gaal autorizou a entrada das famílias no treino de sábado (14). Alguns jogadores aproveitaram para passear com filhos e mulheres. Para De Jong, é importante combinar a vida pessoal com treinos intensivos. "Não somos robôs. Todos temos emoções e sentimentos. Combinar a intensidade de treinos com vida pessoal, com família e amigos, é valioso. No pacote total é bom para o nosso time", disse o volante. Principal responsável pelos desarmes da equipe, postando-se a frente da zaga, De Jong afirmou que uma das vantagens da equipe é o bom preparo físico. Ele afirma que Gaal valoriza a intensidade nos treinamentos e a exigência vem se refletindo no campo. Quatro dos cinco gols marcados pela Holanda contra a Espanha foram feitos no segundo tempo. "Temos um técnico para quem a intensidade nos treinamentos é muito importante atualmente. Isso se reflete nos jogos, como vocês puderam ver na partida contra a Espanha, especialmente no segundo tempo. É assim que podemos ganhar um jogo, nos último 20, 25 minutos", disse ele. De Jong não confirmou uma eventual mudança na formação. Gaal deve alterar a tática, colocando quatro defensores em vez de cinco. O volante disse que, apesar da goleada, o jogo da Austrália se mantém importante para a Holanda. "Foi só um jogo no grupo. Não ganhamos nada ainda. Temos mais dois adversários e temos que ficar focados no jogo contra a Austrália", disse.