Ambulante transforma-se no ‘Homem-Seleção’ em Fortaleza

Com sua fantasia personalizada, seu Vevé faz a alegria de turistas na praia de Iracema

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Fortaleza (CE). Vários ambulantes tentam ganhar a vida na Praia de Iracema, em Fortaleza. Mas nenhum se compara ao seu Vevé, o homem-seleção brasileira. No embalo da Copa do Mundo, o senhor, que completa 50 anos no próximo dia 4 de outubro, aproveitou a presença dos inúmeros turistas na capital cearense para dar uma turbinada em suas vendas de um jeito peculiar.

Enquanto seus companheiros de trabalho preferem um jeito mais discreto de ganhar a vida, seu Vevé quer saber é de festa. Por isto, nada melhor do que fantasiar-se com as cores da seleção e sair pelas ruas de Fortaleza com suas bandeirinhas e buzinas sempre prontas a serem comercializadas. A irreverência é a alma do negócio, orgulha-se o ambulante ao mostrar a fantasia que ele mesmo criou.

“Eu que fiz tudo. Acordei um dia pela manhã e resolvi fazer a fantasia. Peguei uns retalhos, saí colando bandeiras do Brasil, juntei umas camisas da seleção e costurei com uma camisa velha do São Paulo, meu time do coração”, afirmou.

Mas não é só a fantasia que chama a atenção. Tem também uma peruca e uma chuteira colorida. Segundo o vendedor uma homenagem ao Neymar. “Está vendo aqui, meu filho (apontando para o cabelo) ? Já estou igual ao Neymar. Tenho até chuteira igual a dele. Estou pronto para a Copa. Mostra sua raça para nós, Brasil!”, brincou seu Vevé.

Apesar do calor de 30 graus, a superprodução faz todo o sentido. Além de se tornar uma “celebridade”, as vendas de bandeiras e buzinas triplicaram.

“Esta Copa do Mundo é boa demais. Só tenho que agradecer quem trouxe isto para cá. Mais do que ganhar dinheiro, quero mesmo é que todas tenham uma boa impressão do nosso país e que queiram voltar mais vezes. Estaremos sempre de braços abertos”, concluiu.

A seleção brasileira joga em Fortaleza nesta terça-feira, às 16h (de Brasília), no Castelão. O adversário da equipe comandada por Luiz Felipe Scolari será o México, rival acostumado a ser uma pedra no sapato do futebol brasileiro.