Klinsmann faz piada e diz que só volta aos EUA depois da final

Técnico acredita que evolução do futebol no país da América do Norte nos últimos anos pode ajudar na conquista de bons resultados na Copa do Mundo

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Klinsmann aposta em histórico norte-americano no mundo esportivo para conseguir proezas no Brasil
US SOCCER/DIVULGAÇÃO
Klinsmann aposta em histórico norte-americano no mundo esportivo para conseguir proezas no Brasil

O técnico dos Estados Unidos, Jurgen Klinsmann, esbanjou simpatia na entrevista coletiva deste domingo (15), antes de a seleção comandada por ele fazer o treino de reconhecimento da Arena das Dunas, em Natal. O ex-atacante alemão distribuiu sorrisos, fez brincadeiras e até tentou entender uma pergunta em português, sem auxílio do tradutor. No fim da pergunta, porém, ele sorriu e disse que não tinha compreendido tudo. "Quase consegui, mas depois me perdi. Onde está o 'homem do inglês'", brincou o técnico que fala espanhol e conhece algumas palavras em português. O repórter brasileiro então refez a pergunta e Klinsmann usou os fones para ouvir a tradução. Sobre a expectativa dos Estados Unidos nesta Copa, o treinador se mostrou otimista, mesmo estando em um grupo com Alemanha, Portugal e Gana -esta adversária desta segunda-feira (16), às 19h. "As expectativas são muito altas. O futebol está crescendo nos Estados Unidos, nós estamos crescendo, as ligas estão crescendo no país, é como uma locomotiva. Queremos ir longe. Meu voo de volta é apenas depois de final", afirmou. Nas últimas duas Copas do Mundo os Estados Unidos acabaram eliminados após derrotas para Gana. Em 2010, a derrota americana aconteceu nas oitavas de final, 2 a 1 com gol de Gana na prorrogação. Em 2006, Gana venceu os Estados Unidos no último jogo da fase de grupos e os americanos não passaram de fase. "Não é uma revanche", afirmou Klinsmann. "Nós começamos [a Copa] do zero e estamos muito confiantes".