Dos quatro jovem com mandado de prisão expedido, apenas um está detido

Na sexta-feira (13), quando a juíza Andrade Rangel Pires da Vara da Central de Recepção de Flagrantes (Cflag) expediu os mandados, a defesa entrou com recurso e o magistrado de plantão revogou o pedido de três dos acusados

iG Minas Gerais | Johnatan Castro |

Polícia Militar/Divulgação
undefined

Dos quatro jovens que tiveram mandado de prisão expedidos pela Justiça, na sexta-feira (13), apenas um segue detido. Todos estão sob suspeita de integrar o grupo que danificou uma viatura da Polícia Civil na porta do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) na última quinta-feira (12).

Conforme informações da Vara da Central de Recepção de Flagrantes (Cflag), a juíza Maria Luiza de Andrade Rangel Pires decretou a preventiva dos quatro manifestantes na sexta-feira (13). Na própria sexta, a Defensoria Pública entrou com um recurso. O caso foi para um juiz plantonista, que revogou o pedido de prisão Karinny de Magalhães Rocha Rodrigues, de 19 anos, Rhuan Joseph Campos dos Santos, de 20 anos, e Henrique de Souza Dutra, de 22 anos.

A decisão do juiz plantonista, que não teve o nome divulgado, será publicado na próxima terça-feira (17) no diário oficial do judiciário.

Dos quatro, apenas a universitária Patrícia Dantas Dias, de 25 anos, segue detida. Ela foi presa na própria sexta. 

No caso da patrícia o juiz entendeu que  "a destruição da viatura, um bem público, foi realizada de forma despropositada, sem qualquer conexão com o exercício constitucional do direito de protestar e manifestar. Mas com o propósito de produzir uma intervenção estética, intimidadora e de apologia a violência".

A delegada Gislaine de Oliveira Rios foi a responsável por realizar o pedido de prisão preventiva com base em imagens que mostram a participação da suspeita no caso. Outras cinco pessoas envolvidas na depredação já foram identificadas pela Polícia Civil e poderão ser presas nos próximos dias.

Gislaine acredita que o prosseguimento do trabalho investigativo deverá apontar outros suspeitos de envolvimento neste caso e em outros crimes que teriam sido praticados na região central de Belo Horizonte no dia da abertura da Copa do Mundo. 

Leia tudo sobre: DETRAN ; UNIVERSITÁRIA