Drogba comemora vitória, mas revela decepção por começar no banco

Atacante entrou no segundo tempo da partida contra o Japão e foi fundamental para a virada da Costa do Marfim

iG Minas Gerais | Da Redação |

undefined

Ele jogou pouco mais de 30 minutos do duelo com o Japão, na estreia da Costa do Marfim, pelo Grupo C da Copa do Mundo. Mas o veterano Drogba, de 36 anos, foi fundamental para a virada da seleção marfinense, que acabou vencendo os japoneses por 2 a 1. 

Mesmo com boa participação em campo, o jogador revelou que não gostou de começar a partida no banco de reservas. 

"Fiquei decepcionado (por não começar jogando). Mas eu tenho que mostrar o meu respeito àqueles que começaram. Quando eu entrei, eu só queria ajudar o time a vencer a partida", disse Drogba em entrevista ao jornal francês L'Equipe.

Mesmo com o descontentamento, Drogba fez questão de ressaltar que isso não serviu de motivação maior para entrar e resolver o confronto. 

"Eu não precisava dessa decepção para ficar motivado. Eu não sei quanto tempo eu joguei, mas sabia que era importante dar algo a mais para a equipe", destacou. 

Também ao jornal francês, o atacante comentou a importância do resultado, que colocou os Elefantes na vice-liderança do grupo C, atrás da Colômbia. 

"Foi uma bela vitória e estamos felizes com o resultado. Nos preparamos durante muitas semanas para este jogo e era importante começar a competição com o pé direito. Este resultado vai ser muito importante, especialmente se jogarmos um bom jogo contra a Colômbia", concluiu. 

Leia tudo sobre: Didier DrogbaCopa do MundoviradaatacanteCosta do Marfinbancoreserva