Técnico alemão espera ver Klose como o maior artilheiro das Copas

Apesar de exaltar torcida por atacante, Joachim Low não confirma Miroslav como titular e diz que prioridade é o título do torneio

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

Salvador (BA). O brasileiro e ex-atacante Ronaldo, um dos heróis da conquista do Mundial de 2002, é o maior artilheiro de todas as Copas do Mundo. Mas este ‘título individual’ está ameaçado pelo alemão Miroslav Klose, que tem grandes chances de ultrapassar os 15 gols marcados pelo Fenômeno na história do torneio. O centroavante germânico já balançou as redes 14 vezes e conta com o apoio de seu treinador para alcançar o feito.

“Eu acho que será muito importante para ele (Klose). Seria incrível para um jogador do nosso país poder chegar a esta marca de gols em Copas”, comentou o técnico da Alemanha, Joachim Low.

Logicamente, a missão de Klose será mais ‘fácil’ se ele for titular da seleção durante a Copa. No entanto, o comandante alemão disse que não irá escalar o atleta exclusivamente por conta desta disputa com Ronaldo, mas sim, por sua qualidade técnica.

“Independentemente de jogar como titular ou ser reserva, ele (Klose) é importante para a equipe. Ele é um modelo dentro da equipe, dentro e fora de campo. Trabalha de maneira dedicada. Esse jogador é vital para a Alemanha neste campeonato”, destacou ele, que fez questão de lembrar que Schürrle e Podolski também estão na disputa por uma vaga no ataque.

Com a artilharia ou não de Klose, Joachim Low espera um bom desempenho do centroavante nesta Copa.

“Como técnico, vejo estatísticas como algo secundário. Claro que ficaria feliz por ele (Klose), que esteve presente em várias Copas do Mundo. Mas a equipe é quem mais precisa ser bem sucedida”, ressaltou o treinador.

OS MAIORES ARTILHEIROS NA HISTÓRIA DAS COPAS

15 gols

Ronaldo Fenômeno (Brasil)

14 gols

Miroslav Klose (Alemanha)

Gerd Müller (Alemanha)

13 gols

Just Fontaine (França)

12 gols

Pelé (Brasil)

11 gols

Jürgen Klinsmann (Alemanha)

Sándor Kocsis (Hungria)

10 gols

Gabriel Batistuta (Argentina)

Gary Lineker (Inglaterra)

Helmut Rahn (Alemanha)

Teófilo Cubillas (Peru)

Grzegorz Lato (Polônia)

Leia tudo sobre: AlemanhaKloseJoachim LowRonaldo