Atacante Cahill tem papel dentro e fora de campo com a Austrália

Jogador sabe da responsabilidade que tem ao ser espelho para jovens companheiros

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Niall Carson/AP - 12.8.2009
"Socceroos" mudaram de confederação para ficarem mais próximos de uma vaga para o Mundial

Com 34 anos de idade, o atacante australiano Cahill, que atua pelo New York Red Bulls-EUA é a referência da seleção na Copa do Mundo. Muito além de corresponder às expectativas de torcedores e comissão técnica, ele tem, ainda, a função de ter um comportamento que inspire os mais novos. Mesmo não sendo o capitão, Cahill é uma inspiração no jovem elenco, que conta com jogadores que fazem sua estreia em Mundiais. "Eu me lembro de quando eu era um dos novatos na seleção e eu acabo me vendo no meio dessa turma que está ao meu lado hoje. Temos vários jogadores de qualidade e será uma questão de tempo para que eles mostrem ao mundo do que são capazes", elogia o centroavante.

A presença de um atleta com mais rodagem no mundo da bola é um dos fatores que pode ajudar a Austrália. Cahill sabe disso e espera passa tranquilidade para que todos joguem dentro do que podem. "Ter um jogador mais experiente é uma responsabilidade, é preciso atuar dentro e fora de campo. Tento sempre conversar com eles, mas também dar o exemplo. Isso será importante para todos termos corpo e mente preparados", sugere.

Mesmo com muitos jogadores inexperientes, o técnico Ange Postegoglo acredita no potencial de quem foi convocado. "Quem foi chamado é porque reúne condições e mereceu o chamado. Temos uma mistura de atletas jovens e outros mais velhos. Temos todos prontos para ajudar", garante.