Promessas em 2010, Müller e Özil são esperanças alemãs nesta Copa

Meia-atacantes brilharam no último Mundial e chegam mais maduros para ajudar a seleção germânica no torneio deste ano

iG Minas Gerais | THIAGO PRATA |

Salvador (BA). O talento de um jogador se faz presente desde o início de sua trajetória. E à medida que o tempo passa, ele absorve experiência necessária para trilhar cada vez mais o caminho do sucesso e dos títulos. Dentro deste perfil estão os meia-atacantes alemães Thomas Müller e Mesut Özil, gratas surpresas na Copa do Mundo de 2010 e que chegam como algumas das principais esperanças da equipe germânica em levantar o quarto caneco do torneio de sua história.

No último Mundial, Özil tinha apenas 21 anos, enquanto Müller possuía 20. Dentro de campo, foram fundamentais para a seleção de seu país chegar até as semifinais. O sonho de ser campeão, no entanto, terminou na derrota por 1 a 0 para a Espanha.

Agora, mais maduros e com mais sede de vitória, ambos esperam mostrar a todo mundo que as promessas de outrora se tornaram atletas com alto poder de decisão. É o que também anseia o técnico da Nationalelf, Joachim Low

“Tivemos jovens em 2010 que não era protagonistas naquele momento. Estavam aparecendo pela primeira vez na Copa, como é o caso de Müller e outros, e mostraram que poderiam ter um papel importante na equipe”, destacou o treinador.

Nesta Copa do Mundo, é aguardado também um bom desempenho de Götze, outro jovem atleta e que se destacou nas últimas temporadas com as camisa de Borussia Dortmund e Bayern de Munique.

“Jovens jogadores precisam ter essa experiência de disputar Copa do Mundo. Temos jogadores que nunca participaram de um grande campeonato assim e estar aqui é muito importante para eles”, disse o técnico.

A Alemanha estreia na Copa do Mundo nesta segunda-feira, às 13h, contra Portugal, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pelo grupo G.

Leia tudo sobre: AlemanhaÖziMüllerJoachim LowGötze