Suíça coloca sua força à prova contra Equador

iG Minas Gerais |

Juan Carlos Paredes treina um dia antes da estreia
Michael Sohn/AP
Juan Carlos Paredes treina um dia antes da estreia
Suíça e Equador fazem hoje, às 13h, em Brasília, o jogo de abertura do Grupo E. Cabeças de chave, os europeus tentarão mostrar que não chegaram ao posto por acaso. Ao lado da França, a Suíça é grande força do grupo. Correndo por fora, a seleção de Honduras completa a chave. Famosos por seu sistema defensivo, os suíços terão o desafio de mostrar eficiência também no ataque. Para isso contam com o meia Shaqiri, do Bayern de Munique. Ele é reserva no time de Pep Guardiola, mas, quando acionado, vai bem. O time terminou as Eliminatórias invicto.  Já o Equador tentará mostrar que pode jogar sem a ajuda da altitude de Quito. Nas Eliminatórias o time não venceu nenhuma partida fora de casa. Foram 7 vitórias, 4 empates e 5 derrotas. A equipe ficou em quarto lugar na classificação final. A estrela é o meia Antonio Valencia, do Manchester United, considerado o jogador mais rápido do mundo pela Fifa. Na frente, a esperança de gols é o atacante Caicedo, do Al-Jazira. Assumido. O técnico da Suíça, Ottmar Hitzfeld, assumiu, ontem, que seu time e a França são os favoritos para se classificar no grupo E. Mesmo ressaltando as qualidades do Equador, adversário da estreia, Hitzfeld disse que França e Suíça estão “emparelhadas”. “As duas equipes são as favoritas. Ficamos acima da França porque nos últimos anos tivemos um nível alto de futebol, mas a França tem potencial e sempre será favorita”, afirmou. Para o técnico, seu sonho “pessoal” é chegar às oitavas de final. “É um sonho que se torna realidade vir ao Brasil e jogar essa Copa. Meu sonho pessoal é jogar as oitavas e daí ampliar esse sonho”, concluiu Hitzfeld. Em 2010, a Suíça, comandada pelo alemão, estreou ganhando da Espanha, mas empatou com Honduras e acabou ficando de fora das oitavas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave