Hodgson elogia equipe e pede mais entrega da Inglaterra

Derrotado na estreia, ingleses ainda têm pela frente o Uruguai, em São Paulo, e a Costa Rica, em Belo Horizonte

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES E LEANDRO CABIDO |

MANAUS – O placar desfavorável logo na estreia da Copa do Mundo deixou abatido o técnico da Inglaterra Roy Hodgson. Entretanto, mesmo depois de perder por 2 a 1 para a Itália, na noite deste sábado, na Arena Amazônia, em Manaus, o comandante inglês elogiou sua equipe.

“É um resultado decepcionante. É difícil ter visão positiva quando você perde. Fizemos coisas muitos boas, tivemos desempenhos individuais muito bons, mas sofremos o segundo gol. Os jogadores deram tudo, fizeram o possível. Em outra oportunidade, talvez, outro chute entrasse no gol. Dessa vez não entrou".

"Temos que nos preparar para os próximos jogos. Os jogadores têm que reproduzir esse desempenho duas vezes melhorar para conseguirmos os resultados desejados”, completou, tentando explicar a derrota.

Sobre o tão falado problema das condições climáticas da capital amazonense, Hodgson disse que o calor afetou à produção de alguns atletas. Mas não foi o primordial para o resultado negativo.

Mais próximo do fim da partida, era nítido o esforço de alguns jogadores para seguirem firmes no jogo.

"Teve o calor, às condições climáticas de Manaus. Nos dez, 15 minutos finais foi mais difícil aguentar. Acontece nos jogos e não foi nenhuma exceção. Alguns jogadores tiveram dificuldade, tem a ver com hidratação, trabalhamos isso, muitos tiveram caibras. Não houve sinal que me fizesse perceber que o jogo estivesse acontecendo de acordo com o calor. A umidade também pesa muito, mas o que vi no final foi a nossa vontade de fazer o gol”, comentou. 

Leia tudo sobre: inglaterraitáliaCopa do MundoMundialManausArena Amazônia