Messi é o melhor de todos os tempos, diz técnico da Bósnia

Para Safet Susic, enfrentar o jogador é mais estimulante do que estrear no Maracanã

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Por causa de lesão, Messi só deve retornar aos gramados em 2014
REPRODUÇÃO/BARCELONA
Por causa de lesão, Messi só deve retornar aos gramados em 2014

Às vésperas do jogo contra a Argentina, o técnico da Bósnia-Herzegovina, Safet Susic, afirmou neste sábado (14) que o atacante Lionel Messi é "o melhor de todos os tempos". Para ele, enfrentar o jogador é mais estimulante do que estrear no Maracanã.

Sem citar o nome de Pelé, Susic afirmou que enfrentar o atacante argentino é especial para a equipe, que faz sua primeira participação na Copa.

"É um prazer jogar nossa partida de estreia no Maracanã, mas não é uma motivação adicional. Estar aqui já é o suficiente. Espero que os brasileiros não se importem se eu disser isso. Mas Messi é o melhor jogador de todos os tempos. Já temos motivação suficiente", disse o treinador, que não respondeu se pretende contar com a torcida brasileira.

Susic disse que pretende reduzir os espaços dos jogadores argentinos, fazendo "a maior resistência possível". Contudo, afirmou que a equipe jogará ofensiva. Disse que a equipe terá três atacantes, além de dois meias ofensivos e laterais avançando ao ataque.

"Não queremos jogar outro tipo de futebol. Sou o tipo de técnico que quer fazer um gol a mais do que nosso oponente. Queremos fazer o resultado atacando. Somos melhor atacando do que com a outra equipe controlando a bola", afirmou o técnico bósnio, que aponta a Argentina como favorita para vencer o grupo e a Copa.

Susic citou a vitória da Costa Rica sobre o Uruguai, e a goleada da Holanda sobre a Espanha como surpresas da Copa. E disse esperar repeti-la neste domingo (15).

"Temos jogadores top de linha, aqueles que não conhecem futebol verão com os próprios olhos os resultados", disse ele. A primeira classificação da Bósnia para a Copa ocorreu com oito vitórias em dez jogos nas Eliminatórias europeias. Foi o quarto melhor ataque do continente, com 30 gols e sofrendo apenas seis.

Leia tudo sobre: safet susicbósniamaracanã