Nova fase do Move tem baixa procura em dia de Copa

Passageiros que estiveram no local aprovaram a nova estação; no entanto, criticaram a estrutura, que ainda não está totalmente pronta

iG Minas Gerais | Johnny Cazzeta |

Primeiro dia de operações foi tranquilo
Setop/Divulgação
Primeiro dia de operações foi tranquilo

Em clima de Copa do Mundo, poucos passageiros experimentaram as novas estações do Move (nome dado ao BRT) metropolitano, inauguradas na manhã deste sábado (14). Com a baixa a procura, o verdadeiro teste das estações Vilarinho, na região de Venda Nova, e Justinópolis, em Ribeirão das Neves, deve ocorrer na próxima segunda-feira, quando são esperados mais de 54 mil usuários.

“A operação foi muito tranquila. Nosso objetivo com a implantação dessa nova etapa é reduzir o tempo de viagem dos usuários, principalmente para os que moram no vetor Norte da região metropolitana”, afirmou o subsecretário de Regulação de Transportes, Diego Vettori.

Os passageiros que estiveram no local aprovaram a nova estação. No entanto, criticaram a estrutura, que ainda não está toda pronta. “Espero que a viagem fique mais rápida mesmo durante a semana, vamos ver. O maior problema que eu vi aqui é que parece que essa estação foi aberta sem ainda estar pronta, e isso nunca é bom. Pode dar uma certa confusão na segunda-feira, quando vai estar com muito mais gente”, disse a vendedora Claudia Martins, 23.

Um exemplo é que, ao invés de vidros, as divisórias dos terminais estão sendo feitas com uma rede de proteção. Questionado sobre o assunto, o subsecretário Diego Vettori minimizou o problema. “São pequenas coisas, que não devem causar grandes problemas aos usuários. Esperamos que todo esses detalhes estejam prontos em até dois meses, ou seja, até meado de agosto”, garantiu.

Tempo. Além de uma redução no tempo de viagem, a expectativa é também uma melhora no trânsito da região com a retirada de mais de 80 ônibus de corredores da capital. O terminal Vilarinho deverá receber diariamente 24 mil passageiros de Lagoa Santa, São José da Lapa, Vespasiano, Ribeirão das Neves, Santa Luzia e Confins. Ao todo são cinco linhas troncais, que ligam a estação ao centro da capital e também à Cidade Industrial, em Contagem. Já a estação Justinópolis, que será implantada em etapas, receberá cerca de 30 mil passageiros de Ribeirão das Neves e Vespasiano. Até então, estão programadas o funcionamento de três linhas que vão até a área hospitalar e ao centro de Belo Horizonte.

As últimas etapas da primeira fase do move metropolitano devem ser finalizadas até o final do ano. De acordo com o subsecretário de Regulação de Transportes, Diego Vettori, as estações de Ibirité e Sarzedo devem ser inaugurados até o próximo mês. “Já no segundo semestre, esperamos que fique pronta a Estação Morro Alto, em Vespasiano”, afirmou Vettori. As outras estações em funcionamento são a do São Gabriel, na capital, e do bairro São Benedito, em Santa Luzia.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave