Dilma cancela presença na convenção em SP e irrita campanha de Padilha

O candidato ao governo de São Paulo aparece com apenas 3% das intenções de voto no Estado

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Dilma cancela ida a convenção do PT em SP e irrita campanha de Padilha
Antonio Cruz / Agência Brasil
Dilma cancela ida a convenção do PT em SP e irrita campanha de Padilha

Mesmo com dificuldades de avaliação entre o eleitorado paulista, a presidente Dilma Rousseff cancelou a participação que faria neste domingo (15) no lançamento da candidatura do ex-ministro Alexandre Padilha (Saúde) ao Palácio dos Bandeirantes.

A decisão surpreendeu e irritou o comando da campanha de Padilha que tem feito ampla divulgação do ato ressaltando a presença de Dilma e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, padrinho do petista. A cúpula da campanha avalia que a medida trará desgaste ao candidato logo na largada.

Um dos motes da campanha de Padilha é justamente reforçar a ligação com o governo Dilma, apresentando os dois como responsáveis por um novo ciclo de mudança. O Palácio do Planalto informou que a mudança na agenda foi motivada pelo encontro de Dilma com a chanceler Angela Merkel, da Alemanha, que terá um jantar com a petista em Brasília.

Segundo os assessores, Dilma vai se preparar para o encontro ao longo do dia. Ela deve receber ministros para tratar de medidas que serão tratadas no encontro. Alguns petistas, no entanto, disseram que foram avisados de que a presidente estaria gripada e por isso estaria ausente.

Padilha aparece em terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto, com 3%. Ele está atrás do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que reúne 44%, e Paulo Skaf (PMDB), com 21%, segundo pesquisa Datafolha.

São Paulo, maior colégio eleitoral do país, é o principal objeto de desejo do PT na disputa pelos governos locais na eleição de outubro. O Estado é governado pelos tucanos há quase duas décadas e onde a rejeição a Dilma é maior que em outras regiões do país.

Leia tudo sobre: Eleição; Dilma